Em um comunicado enviado à revista Veja nesta segunda-feira, 21, o setor de comunicação da Rede Globo de Televisão defendeu a apresentadora #Fátima Bernardes, imersa em uma polêmica na qual é acusada de defender traficantes. De acordo com a Globo, Fátima e seu programa sempre prezaram pelo respeito. Mesmo assim, policiais não tem concordado com esse argumento. Em grupos, alguns prometem até tomar uma atitude mais forte nesta semana. Eles pretendem ir à porta do Projac, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, afim de realizar um protesto. Esse ainda não é dado como oficial, já que pela lei do militarismo, manifestações são quase um tabu.

No comunicado, a Globo negou que Fátima seja contra os policiais e diz que, pelo contrário, a atração enaltece esse tipo de profissão.

Publicidade
Publicidade

"Tem, inclusive, enaltecido a profissão de PM’s, bombeiros e socorristas no quadro ‘Heróis de Farda’, que mostra aqueles que se destacaram pelo bom exemplo", diz um trecho da nota enviada ao site da Revista Veja. Bernardes começou a ser atacada ainda na sexta-feira, 18, quando realizou uma enquete infeliz em seu programa, na qual o público teria que refletir em quem salvar, um traficante muito ferido ou um policial com ferimentos leves. Todos os convidados escolheram o traficante. Lair Rennó, que ajuda no 'Encontro', foi o único que se mostrou dividido. Ele disse que deveria ser o criminoso, desde que houvesse a certeza de que o policial está bem.

Fátima foi acusada de ser fascista e contra os policiais, supostamente segundo muitos militares, ao fazer um discurso contra os policiais. É bom lembrar que nem houve uma opinião da comunicadora sobre o caso.

Publicidade

De qualquer forma, esse tipo de ação já dava alertas que criaria problemas para o 'Encontro'. Mesmo que Fátima nem tenha culpa no cartório, a imagem dela fica manchada. Nas redes sociais, não faltam grupos e notícias negativas à ela. É uma espécie de império que desaba na frente de todos nós. Basta saber se ela terá a capacidade de dar a volta por cima. Esperaremos.