A Globo está mudando por completo sua abordagem perante os policiais nos seus noticiários, aproveitando crimes ou situações que ocorram diariamente para elogiar o trabalho dos profissionais. Tal como informa o site “TV Foco”, além de ter enviado um comunicado à maioria dos órgãos de comunicação brasileiros, tentando travar a enorme revolta que um simples enquete criou no país, a Globo, que é conhecida por até ter uma postura crítica na avaliação do trabalho das autoridades brasileiras, fez nos últimos dias questão de os elevar a verdadeiros heróis em várias ocasiões.

Um enquete do programa matinal da Globo, apresentado por Fátima Bernardes, onde questionava os médicos convidados se eles mais rapidamente salvariam um traficante gravemente ferido ou então um policial com ferimento ligeiro, acabou provocando uma enorme onda contra Fátima Bernardes, que ao vivo já esclareceu qual era seu posicionamento, revelando que certas pessoas citaram mesmo seus filhos na #Polêmica.

Publicidade
Publicidade

De forma a proteger uma das apresentadoras mais acarinhadas pelo público brasileiro, bem como sua imagem, a Globo tem aproveitado praticamente todas as oportunidades para elogiar os policiais em vários casos, como garante o site “TV Foco”. Um dos exemplos foi quando um apresentador, em Brasília, disse que “o policial mandou bem” quando prendeu um grupo de assaltantes. Outro caso inédito foi quando o apresentador do noticiário “Bom dia Rio”, explicou a decisão dos policiais quando eles sentem a necessidade de arrombar portas nas favelas.

Nas redes sociais, muitos brasileiros garantem estar revoltados com a medida inédita que a Globo decidiu tomar, garantindo que é evidente o que os seus responsáveis estão tentando fazer para apenas proteger Fátima Bernardes de toda a polêmica que ela acabou criando com o enquete, não sendo completamente verdadeiros.

Publicidade

No último final de semana, a ex-esposa de William Bonner recebeu milhares de mensagens com ataques e humilhações, incluindo um vídeo polêmico de Jair Bolsonaro, a possível candidato à Presidência da República, que se dirigiu às pessoas que escolheram salvar o traficante como “marginais”. #Casos de polícia #Rede Globo