A apresentadora #Fátima Bernardes levou na semana passada um falso dilema a seu programa, o 'Encontro'. Ela questionava quem deveria ser salvo primeiro, um policial levemente ferido ou um traficante em estado grave. Os convidados da jornalista escolheram o lado do traficante e isso gerou uma enorme revolta da polícia, que acusou a ex-mulher de William Bonner de falso moralismo, além de dar apoio ao crime. Em um vídeo, policiais questionaram quem ela gostaria que fosse salvo primeiro em uma tentativa de estupro, a apresentadora que levou um soco no rosto e estaria sangrando ou o bandido, que teria levado de Fátima uma facada em um órgão vital.

Publicidade
Publicidade

O falso dilema fez com que Fátima tivesse que se explicar.

Ela levou um representante da PM a seu programa e teve a tentativa de dizer que aquela era uma perspectiva médica. Um médico, inclusive, diz que a classe faz um juramento para sempre salvar primeiro quem está mais grave. Na prática não é assim. Em acidentes graves, naufrágios e guerras, os primeiros salvos são os machucados que ainda conseguem andar, devido à dificuldade de transporte. Em um hospital, ao chegar um traficante baleado ou uma criança machucada, é bem provável que o socorro à criança seja efetuado primeiro. Fátima errou ao provocar o falso dilema e pagou o preço poer isso. No ar, ela, que é filha de militar, acabou dizendo que ela mesma salvaria primeiro o policial, mas que não era uma médica.

A Globo estranhamente em suas reportagens passou a fazer elogios ao trabalho dos militares.

Publicidade

Em seus principais telejornais, a emissora agora diz que a PM está certa em prender bandidos. A categoria está ligada e diz nas redes sociais que não engoliu a desculpa de Bernardes. A situação fez até com que o deputado federal Jair Bolsonaro - sem partido - do Rio de Janeiro gravasse um vídeo contra a comunicadora. Ele diz nas imagens que Fátima reflete apenas a postura de uma mídia marginal, que faz a PM, que está até sem receber, ser vista como a vilã da história, ao invés de enfatizar seu trabalho. #Rede Globo