Nesse fim de semana, um dos atores mais versáteis e aclamados pela crítica brasileira fez uma declaração que agradou a muitos e gerou repulsa em um pequeno grupo. Marcelo Serrado disse que o juiz federal, Sérgio Moro, é um herói.

Confirmado como o ator que interpretará Moro nos cinemas, Serrado disse em entrevista que o papel faz com que ele se sinta na pele de um herói nacional. A declaração não se trata de mero elogio, mas Marcelo foi um dos artistas que em meio à grave crise política que polarizou o país, das classes mais baixas as celebridades, demonstrou o seu apoio e admiração pelo juiz federal.

Marcelo chegou a participar de manifestações a favor do impeachment junto com outros colegas de profissão e sempre apoiou a continuidade das investigações da Operação #Lava Jato.

Publicidade
Publicidade

Na sexta-feira, 25, Serrado se encontrou com Moro pela primeira vez, ocasião em que almoçaram em um restaurante de Curitiba. Esse deve ter sido o primeiro de muitos encontros que Serrado terá com o magistrado ao longo das gravações do longa sobre a força-tarefa. Na entrevista, Marcelo também salientou que após conhecer Moro, viu que ele leva uma vida comum, sem qualquer estrelismo.

Inicialmente, Moro seria interpretado por Rodrigo Lombardi, mas o ator já havia assinado contrato para estrear uma nova novela global escrita por Gloria Perez, além de ter assumido o papel de Domingos Montagner em um filme. Domingos morreu afogado no período em que gravava as cenas finais da novela ‘Velho Chico’, do qual Marcelo Serrado também integrou o elenco.

Um boato foi criado na internet de que Wagner Moura teria sido convidado para viver Moro no cinema e teria recusado e hostilizado o juiz.

Publicidade

O ator veio a público para dizer que nunca recebeu nenhum convite e que a notícia era falsa. Após sua declaração, a publicação original que inventava a história, desapareceu da internet, mas vários blogues continuaram propagando a informação falsa.

Um filme esperado

A produção do filme sobre a Lava Jato, deu o nome provisório ao longa de #Polícia Federal: A lei é para todos’. Outro ator que, assim como Serrado, mostrou-se a favor da saída de Dilma da presidência e disse, em rede nacional, que não aguentava mais a situação política que o país se encontrava, também está escalado para integrar o elenco do filme. Se trata de Ary Fontoura, que viverá o investigado mais conhecido da operação: Lula.

O filme ainda não tem uma data para ser lançado, embora estima-se que o longa esteja nos cinemas até abril de 2017. As gravações já estão a mil por hora. Ary gravará suas primeiras cenas na pele do investigado e posteriormente réu, Lula, em dezembro. O elenco também conta com a atriz Flavia Alessandra, que interpretará a delegada Érika, Bruce Gomlevsky, que viverá o diretor-geral da PF, Leandro, e Antonio Calloni, que dará vida ao delegado Igor. #Sergio Moro