A #Netflix é uma provedora de filmes e séries de #Televisão que atua via fluxo de mídia (streaming), cuja distribuição de dados multimídia é realizada pela rede através de pacotes comprados pelos assinantes. Netflix é uma empresa americana que foi fundada em 1997, na Califórnia, e atualmente conta com mais de 80 milhões de assinantes espalhados por mais de 190 países, sendo que 47 milhões de inscritos estão localizados só nos Estados Unidos. A empresa que antes só reproduzia filmes e séries, agora também exibe conteúdo próprio. A primeira série de sucesso original da empresa foi o seriado House of Cards, lançada em 2013.

No Brasil, a primeira série financiada pela Netflix foi A Toca, escrita e produzida pelo humorista Felipe Neto no gênero comédia em forma de falso documentário.

Publicidade
Publicidade

Em agosto de 2016 foi lançada a série Narcos, que trouxe como ator principal o brasileiro Wagner Moura. Em abril de 2016, a Netflix demonstrou interesse em fazer uma série sobre a "Operação Lava Jato", com a direção de José Padilha, mesmo diretor de Narcos.

Dívida Bilionária

A tecnologia de ponta utilizada para os serviços de transmissão da Netflix é um grande diferencial. O conteúdo está disponível 24 horas por dia para os assinantes que podem usufruir do que a empresa tem a oferecer em qualquer lugar que estejam, podendo ter o conteúdo acessado através de computadores, smart tv's, tablets e smartphones. A empresa cobra uma mensalidade relativamente baixa pela qualidade e quantidade de material que fornece aos seus assinantes. O valor médio cobrado mensalmente é de R$19,90 por assinatura, que permite ao cliente assistir todo o conteúdo disponível em até dois pontos simultaneamente.

Publicidade

Estima-se que a Netflix poderá gastar em 2017 US$ 6 bilhões para investir em suas produções, o que aumentaria a dívida da empresa. Atualmente, o saldo devedor da Netflix gira em torno de US$ 14,3 bilhões, valor 36 vezes superior a todo dinheiro que ela já faturou desde 2002, ano em que colocou suas ações no mercado. Com os números longe de entrarem em um denominador comum, a conta da empresa só cresce e a dívida fica a cada dia mais consistente e longe de ser quitada.

O que fica agora é a torcida para que a empresa que fornece entretenimento barato e que cativou os brasileiros e os fãs de desenhos animados, novelas latinas, filmes e séries em todo o mundo, consiga se manter de pé e quitar suas dívidas, a fim de darem continuidade aos seus trabalhos de produção e nos manter sempre em dia com as várias séries que se tornaram parte dos dias e finais de semana dos apaixonados pelas tramas. #Internet