Escrita por Daniel Ortiz, a releitura de 'Sassaricando', exibida originalmente em 1987 e escrita por Sílvio de Abreu, 'Haja Coração' pode ter sido uma das #Novelas mais curtas exibidas pela Rede #Globo, porém alcançou bons índices na audiência e deu continuidade ao sucesso de sua antecessora, 'Totalmente Demais'. 

A história central gira em torno da feirante Tancinha, que vive um triângulo amoroso com o seu namorado de infância, Apolo, e uma nova paixão, o Bon vivant Beto. Uma trama sem muitas surpresas, explorando um enredo tradicional, mas que ainda mexe com o público.

Entretanto, a novela teve muitos destaques negativos e positivos que fisgaram o telespectador.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir:

1. A Tancinha de Mariana Ximenes:

A atriz Mariana Ximenes interpretou a protagonista, que na exibição original foi imortalizada por Cláudia Raia. Ximenes procurou enxergar em Cláudia uma inspiração e não uma imitação. Manteve a essência da personagem, uma mulher forte e de origem humilde, que ao mesmo tempo que não leva desaforo para casa, possui uma certa ingenuidade e uma sensualidade natural. Mariana apresentou uma boa química com os seus parceiros de cena, Malvino Salvador e João Baldasserini.

2. As grandes revelações da trama:

Sem dúvida nenhuma, Grace Gianoukas e Sabrina Petraglia são as grandes revelações do ano da TV brasileira. Grace, que é comediante, brilhou na trama e roubou a cena nos primeiros capítulos. Dizem as más línguas que seu bom desempenho causou ciumeira nos bastidores.

Publicidade

A sua personagem, Teodora Abdala, ia ficar no ar apenas nos capítulos inicias, mas fez tanto sucesso que o autor estendeu sua participação na trama, mas mesmo assim a personagem sofreu um acidente e em boa parte da novela ficou fora de cena e voltou com tudo, divertidíssima, na reta final.

Já Sabrina deu vida a Shirlei, a cinderela da trama. Originalmente, a personagem fazia parte de "Torre de Babel', escrita por Silvio de Abreu em 1998. Daniel Ortiz trouxe a personagem para "#Haja Coração' dentro do núcleo da protagonista que em 'Sassaricando' também tinha duas irmãs e um irmão. Petraglia poderia ser mais uma mocinha chata, mas ao contrário disso fez ótimas cenas com seu par romântico, Felipe, interpretado por Marcos Pitombo, formando o casal 'Shirlipe' e conquistando as redes sociais. Graças a seu sucesso, a Globo renovou o seu contrato. Curiosamente, esta não é a primeira vez que a atriz trabalha com Daniel Ortiz, os dois repetiram a parceria feita em 'Alto Astral'.

3. A volta triunfal de Cristina Pereira:

Um dos maiores nomes do humor brasileiro, a atriz Cristina Pereira mostrou que está cada vez melhor! A atriz interpretou Fedora Abdala na versão original e voltou como tia da personagem.

Publicidade

Ótimas cenas para uma atriz que não merece ser esquecida pelo público! 

Abaixo, dois desastres que assombraram a trama:

1.  A inexpressividade de Malvino Salvador:

Malvino Salvador interpretou Apolo, papel que foi de Alexandre Frota. Porém não agradou. Malvino parece sempre interpretar o mesmo papel: O bruto que também ama e possui um bom coração. Comparando com seus papéis em  'Amor à Vida', 'Caras e Bocas', 'Alma Gêmea' e 'Cabloca' , parece que Malvino interpreta o mesmo personagem sempre em enredos e contextos diferentes. O seu Apolo não agradou, foi ofuscado por João Baldasserini, que interpreta seu rival na trama e foi rejeitado pelo público.

2. A interpretação de Ágatha Moreira:

Ágatha foi uma das grandes revelações de 'Verdades Secretas', o que atiçou a expectativa do público em relação ao seu próximo papel. A personagem Camila Varela, que apresentava diversas nuances, foi bem escrita e oferecia mais uma oportunidade de Ágatha mostrar o seu trabalho, porém a atriz se apegou a exageros em caras e bocas. Tornando-se caricata, tanto na sua fase má como na sua fase boa, após um acidente que afetou sua memória. 

Entre erros e acertos, 'Haja Coração' cumpriu seu papel de levar romance e humor as noites dos brasileiros. Demonstrou mais uma vez o talento do autor Daniel Ortiz.