Nesta quarta-feira, 9, Donald Trump foi consagrado o novo presidente dos Estados Unidos. Para muitos jornalistas, sites e até alguns internautas, a vitória dele foi uma grande surpresa. No entanto, não podemos dizer o mesmo para o seriado 'Os Simpsons'. Isso porque o desenho animado, que faz sucesso há mais de 25 anos em todo mundo, previu que o empresário magnata da comunicação e da hotelaria seria mesmo o Presidente Americano nos anos 2010. Exibido na no início da década de 2000, a atração dizia que Donald seria o novo presidente. Ele seria o antecessor a Lisa Simpson, que também receberia a incumbência de governar o país mais rico do planeta.

Publicidade
Publicidade

As brincadeiras em torno do episódio comparam Lisa a Hillary Clinton. No episódio que está gerando maior polêmica na internet, Bart tem uma previsão do futuro que mostra como ele será adulto. Nessa visão, ele se vê como um jovem totalmente fora do contexto e pobre, já a sua irmã Lisa, vira a grande heroína dos Estados Unidos. Governando o país, Lisa diz que herdou o orçamento muito ruim do presidente anterior, no caso Trump. O autor do episódio deu uma entrevista ao site 'Hollywood Reporter', e disse que a menção a Donald - feita exatamente há 16 anos - era apenas uma brincadeira, mas também um aviso de que tudo realmente poderia acontecer. "Por mais estranho que pudéssemos imaginar, a lógica era que o país entrasse nessa vibe", disse ele.

A Vitória do candidato republicano nos Estados Unidos fez bolsas de todo mundo terem grandes alterações.

Publicidade

O episódio também ganhou atenção aqui no Brasil. E aí o que você achou desse Episódio? Será que isso foi o poder de vidência ou tudo pura coincidência? É bom lembrar que 'Os Simpsons' já tinham previsto a derrota do Brasil para Alemanha na Copa do Mundo de 2014 aqui no Brasil. Um do autores disse que durante a roteirização do episódio todos estavam muito inspirados, mas que desejava que a vidência dele não tivesse acontecido. alterações.

Veja abaixo o vídeo que mostra a previsão de 'Os Simpsons' para os Estados Unidos:

#Eleições 2016