Para quem não sabe, a emissora #HBO pertence ao conglomerado de mídia do Grupo Warner, que também detém o famoso estúdio Warner Bros. Kevin Tsujihara, presidente do Grupo Warner está extremamente animado com o bom desempenho de Westworld, neste fim de ano. O site Observatório do Cinema divulgou as declarações do presidente durante uma reunião de executivos.

“Eu estou honestamente muito empolgado com as possibilidades que teremos com #Westworld. Se você somar os números da audiência, juntando todas as plataformas - incluindo HBO GO - o número de telespectadores é muito superior ao primeiro ao de 'Game of Thrones', fazendo a primeira temporada de Westworld um sucesso", disse Tsujihara.

Publicidade
Publicidade

"Porém, quero deixar bem claro que não estou afirmando que Westworld se tornou a nova #Game of Thrones, ou que se tornará. Estou apenas oferecendo uma parte do contexto da grandiosidade que a série alcançou em seu primeiro ano", acrescentou em conferência com investidores.

A trama que envolve ficção científica, drama e faroeste, terá seu último episódio, da temporada, "The Bicameral Mind", exibido no próximo domingo, 04 de dezembro, e sua duração será semelhante a de um longa-metragem: 90 minutos. Cerca de 33 minutos a mais que o tradicional.

A série ainda possui diversas perguntas a serem respondidas, como: O que há de tão importante na nova narrativa de Ford (Anthony Hopkins)? A história é contada em duas linhas de tempo diferentes? O Homem de Preto (Ed Harris) e William (Jimmi Simpson) são a mesma pessoa? Bernard/Arnold (Jeffrey Wright) ficará realmente morto ou alguém o colocará novamente 'online'? Afinal, Maeve Millay (Thandie Newton) conseguirá escapar de Wesworld? E Dolores matou Arnold? Por quê? Quais serão as consequências de reativar o anfitrião Abernathy para armazenamento de dados?

Existem inúmeras questões no ar.

Publicidade

Mas Jonathan Nolan e Lisa Joy, os showrunners, roteiristas e produtores do seriado, já afirmaram que a primeira temporada não terminará com pontas soltas. Ou seja, tudo será esclarecido.

Vale lembrar que Westworld, Game of Thrones e 'Stranger Things' - da Netflix - irão competir na categoria de Melhor Série Dramática de 2016 no Critics' Choice Awards.