No último dia 10 de novembro, foi com tristeza que o mundo da #Televisão foi surpreendido negativamente com a notícia melancólica de que o icônico humorista da Rede Globo de Televisão, Paulo Silvino, foi diagnosticado com um câncer maligno. O anúncio foi feito pelo próprio Silvino, que revelou que os médicos descobriram o seu tumor maligno (endocarcinoma) no estômago, obrigando-o a se submeter a uma cirurgia no mês de julho deste ano.

Paulo demonstrou uma coragem ímpar ao conceder entrevista para a revista voltada às celebridades do mundo artístico, “Tititi”, sendo que o homem que se destacou promovendo o humor concedeu maiores informações sobre a sua doença e o tratamento a que vem se submetendo nos últimos meses, como, por exemplo, que a sua cirurgia de quatros meses atrás, durou exatas noves horas e isso só foi o início do tratamento de Paulo.

Publicidade
Publicidade

Tanto é assim, que o “global” resumiu o momento e a duração de sua cirurgia com as seguintes palavras: “foi barra”.

O público em geral ficou sabendo ainda que desde os primeiros dias de setembro, Paulo já pode completar quatro sessões de quimioterapia no combate ao câncer agressivo e está se restabelecendo de modo gradativo para pode completar mais oito sessões do tratamento proposto pelos médicos que o assistem no problema em questão. Novamente Paulo Silvino desafia a sua condição física e a doença em si, quando falou com simplicidade a seguinte frase: “quero morrer na ativa, trabalhando na minha querida TV Globo”.

Paulo Ricardo Campos Silvino ou somente Paulo Silvino como ficou sendo conhecido no mundo da televisão e da música, é carioca e nasceu no dia 27 de julho de 1939, tendo se dedicado ao longo de sua vida profissional na composição de letras musicais e aos trabalhos de ator.

Publicidade

Ainda jovem, exatamente com 20 anos de idade, junto com nomes importantes da época, como Eumir Deodato, Durval Ferreira e Altamiro Carrilho, acabou promovendo o LP de título “Nova Geração em Ritmo de Samba”, onde com voz de barítono, Silvino cantou o maior número das músicas e finalmente em 1966, o moço chegou na #Rede Globo, consagrando a sua participação em variados programas de humor tais como “Planeta dos Homens” e “Viva o Gordo”. Outros atividades significativas na vida profissional de Paulo Silvino foram como apresentador do programa “Porque Hoje é Sábado”, atuou ainda como redator do programa “Domingão do Faustão” do apresentador Fausto Silva e narrou até uma novela, que foi “O Pulo do Gato”.

Resta as pessoas de modo geral e mais especialmente aos fãs e admiradores do trabalho de décadas de Paulo Silvino, desejar que ele possa se restabelecer rapidamente e vencer mais essa batalha em sua vida. #fofocando