Nesta segunda-feira, 07, a jornalista Susana Naspolini voltou a fazer o 'RJTV', telejornal exibido pela Rede Globo de Televisão no Rio de Janeiro. Após perder o marido, o narrador Maurício Torres, que trabalhava na Record, a profissional da mídia foi vítima de um câncer de mama. Não era a primeira vez que ela enfrentava a doença. Por conta do tratamento de quimioterapia, Susana precisou ser afastada das funções. Com isso, o quadro que comanda, o 'RJ Móvel', ficou a cargo de outros repórteres. Não deu tão certo. A popularidade de Naspolini é inegável e até os colegas, quando ficavam na função, lembravam que uma hora ela iria voltar. 

A torcida deu certo e Susana realmente voltou.

Publicidade
Publicidade

O primeiro dia de seu retorno foi marcado por muita emoção. Ela tomou conta praticamente de todo o telejornal local. Durante os 47 minutos em que ficou no ar, o noticioso da Globo praticamente fez um 'Arquivo Confidencial' com a repórter. Em tempos passados, essa atitude seria até criticada, mas no caso de Susana, o público até gostou e se emocionou com ela. Já na primeira reportagem, ela fez suas peripécias. Naspolini, que cobrava a reforma de uma praça, subiu em árvore, brincou de futebol e até voltou a ser criança, aparecendo em uma gangorra. 

Ainda no sábado, a apresentadora do 'RJTV', Mariana Gross, lembrou que Naspolini voltaria. Ela basicamente já anunciava que viria na próxima semana uma homenagem. Foi exatamente isso o que ocorreu. A emissora, já no trecho final do programa, exibiu um vídeo reverenciando o quanto a repórter é amada.

Publicidade

Profissionais da própria emissora, como Chico Pinheiro, gente dos bastidores e telespectadores falavam que ela fez falta. 

Choro ao vivo

Muita gente disse que orou pela jornalista, que ao aparecer novamente no vídeo foi às lágrimas. "Eu não sei o que dizer, só posso falar em gratidão. Faço apenas meu trabalho e com muito amor", contou Naspolini aos prantos. Com bolos, bexiga e dezenas de pessoas em volva, Susana teve o seu dia de glória. Que muitos possam vir por aí.  #Jornalismo