Nesta terça-feria, 29, o 'Jornal Nacional' fez uma edição triste, mas histórica. Durante uma hora e meia, o principal telejornal da televisão brasileira cobriu ao que é chamada de maior tragédia do esporte e também do jornalismo brasileiro. Um avião que levava jogadores da Chapecoense caiu quando chegava à cidade de Medellín, na Colômbia. 71 pessoas morreram. Além dos jogadores e comissão técnica, vinte jornalistas também faleceram. Ainda durante os intervalos, a atração exibiu nomes e sobrenomes de todas as vítimas da tragédia. Reportagens enfatizando a importância histórica do fato também foram feitas. A Rede Globo perdeu três profissionais de sua equipe. Jornalistas da RBS, afiliada da emissora do Sul do Brasil também estão entre as vítimas, além de nomes de outros veículos de comunicação.

Sem o titular William Bonner, que perdeu seu pai justamente nesta terça-feira, o 'Jornal Nacional' talvez tenha feito a mais bonita homenagem já vista na televisão brasileira.

Publicidade
Publicidade

Ao final do telejornal, centenas de pessoas se aglomeraram na redação da emissora no jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao centro, o narrador Galvão Bueno. Muito emocionado, ele lembra que o esporte tem a função de levar coisas boas às pessoas e que isso é feito com a ajuda dos jornalistas. Sem eles, ver gols, choros, derrotas e vitórias seria impossível. Ao lado de Galvão Bueno estava Heraldo Pereira, que substituiu Bonner. À direita do vídeo a apresentadora Giulianna Morrone, que durante muitos momentos ficou com a voz embargada.

Ela não disse nada ao final do telejornal, que não teve o famoso boa noite. Morrone estava de cabeça baixa, enquanto Galvão Bueno falava um texto elogiando as pessoas que não estão mais entre nós. Após isso, ele iniciou uma salva de palma que durou mais de um minuto.

Publicidade

Enquanto a equipe do 'Jornal Nacional' se despedia entre palmas, uma câmera mostrava no telão as imagens de todos os mortos na tragédia. Um gesto memorável.

Veja abaixo o vídeo que mostra a homenagem feita pela Globo:

#Chapecoense