Desde que Fátima Bernardes apresentou, em seu programa, uma enquete para os convidados escolherem quem salvariam entre um policial levemente ferido ou um criminoso correndo risco de morrer, que a apresentadora viu sua vida se transformar em um inferno. O assunto viralizou nas redes sociais, pessoas dos mais diferentes meios resolveram expor sua opinião e formaram-se dois grupos, um que apoia a apresentadora do "Encontro" e outros que vem fazendo duras críticas a ela. E para esquentar ainda mais a questão, foi divulgado, na internet um #Vídeo onde dois policiais sugerem que #Fátima Bernardes seja estuprada.

A questão é polêmica e dá margens para diversas interpretações, por exemplo, o youtuber Felipe Neto, que é seguido por milhões de fãs no Youtube, divulgou um vídeo em seu canal explicando que as pessoas não estão sabendo interpretar a pergunta, pois se o policial está levemente ferido não há necessidade nenhuma de salvá-lo, pois somente é salvo quem está prestes a morrer e, no caso da enquete apresentada no "Encontro", é o bandido que está nessa situação.

Publicidade
Publicidade

O youtuber ainda chamou a atenção para o fato de que um médico estuda não para fazer julgamentos, mas sim para salvar vidas, independente de quem seja atendido por ele e, assim, ao receber dois ou mais pacientes, ele não avalia quem é bom ou ruim, quem é o mocinho ou o bandido, mas sim aquele que está precisando de atendimento mais rápido.

A colocação de Felipe Neto trouxe uma nova visão para a questão, mas ficou longe de colocar um ponto final na polêmica, que agora toma novos rumos com o vídeo dos policiais sugerindo uma enquete parecida, envolvendo Fátima Bernardes.

Os policiais imaginam uma situação onde Fátima Bernardes foi estuprada, só que tentou se defender e acabou ferindo o estuprador com uma faca. Nesse caso, quem ela acha que deveria ser socorrido primeiro? Ela mesma, que foi violentada, ou o estuprador que acabou ficando ferido?

Os policiais disseram que não desejam que algo assim aconteça e terminam dizendo que "aguardam a resposta", confira e deixe seu comentário.

Publicidade

#Estupro