Como se sabe, Santo Agostinho, antes de sua conversão ao Cristianismo, levou a juventude mergulhado nos prazeres da carne, teve um filho com uma amante e, na adolescência, roubou peras (“porque era proibido”) e proferiu a célebre prece: “Dai-me a castidade e a continência, mas não agora”. Depois Agostinho converteu-se, abandonou a luxúria, adotou o celibato, tornou-se Bispo de Hipona, no que hoje é a Argélia, escreveu algumas das mais importantes obras da história da civilização ocidental, tornou-se um dos mais influentes intelectuais da história da Igreja Católica e foi, depois da morte, reconhecido como santo pela Igreja. 

Há precedentes ilustres para a confissão do Padre Fábio de Mello no quadro "Visitando o Passado", no Caldeirão do Hulk no sábado (5 de novembro).

Publicidade
Publicidade

O padre-cantor contou ter namorado - e namorado bastante - no seu tempo de seminarista: "Eu pulava os muros. A castidade só veio aos 31 anos depois de estudar 16 anos para ser padre.", afirmou.

A confissão não podia deixar de inspirar gracinhas na Internet. No Twitter, uma seguidora do padre escreveu: “Padre Fábio de Melo namorou no seminário. Por que não conheci Pe. Fábio no seminário?". Outra observou que o namorador dos tempos de seminário agora cumpre os votos de castidade e tirou a conclusão apropriada: “Quem pegou pegou, quem não pegou não pega mais.”.

Desejos da carne à parte, ele desde pequeno parecia vocacionado para o sacerdócio. Sua mãe, Ana Maria, contou que quando criança, o padre brincava de celebrar missas e realizar batismos.

Se apesar de toda essa vocação o problema do voto de celibato pesar, os fofoqueiros parecem já ter pensado numa solução.

Publicidade

Em junho deste ano, o religioso desmentiu no Twitter o boato, que chamou de infame e que foi divulgado por uma página religiosa no Facebook, de que teria anunciado em plena missa que estava abandonando a Igreja Católica por amor a uma mulher, que ia tornar-se pastor metodista e casar-se com sua amada. Fábio de Mello ironizou: “Arrumaram um casamento para mim na outra rede. Mas não me convidaram. A gente morre e não vê tudo.", desabafou.

Não ficou só em revelações a participação do padre no quadro da Rede Globo. Ele visitou a escola onde foi alfabetizado e ficou vivamente emocionado. 

#padre fabio de melo #Curiosidades #Religião