Indiscutivelmente, Vera Fisher foi e continua sendo uma das mulheres mais lindas do Brasil. Aos 65 anos, se sente feliz e segura de si. Deu uma repaginada na vida e, além da comemoração de estar numa mesma emissora por 40 anos, a diva também está em cartaz com a peça "Ela É O Cara!". No momento, viaja pelo país com a comédia, mas, em janeiro, os paulistas vão poder se deliciar com a peça. A estrela conversa com a revista "Quem" e abre sua intimidade sem o menor constrangimento conta sobre os dois casamentos que viveu, o primeiro com o falecido ator e diretor, Perry Sales, com quem teve a filha mais velha, Rafaela, de 37 anos, e seu segundo casamento com o também ator Felipe Camargo, alguns anos mais novo que a atriz.

Publicidade
Publicidade

Desse conturbado relacionamento, nasceu o filho Gabriel, de 23 anos.

Vera Fisher fala do quanto foi pressionada pela mídia para se manter sempre linda e assume já ter usado drogas e, mais ainda, passou muito tempo sem fazer sexo. Quanto a isso ela diz que nunca se preocupou, pois sabe se tratar sozinha, sexualmente. No momento, a famosa está namorando, mas não quis entregar o nome do eleito, só diz que ele não é do meio artístico e prefere preservá-lo. Mas que o importante de tudo isso é que está feliz e recomeçando sua vida.

Na entrevista, a global destaca o momento que sentiu o peso da idade, quando terminou a novela "Salve Jorge" onde fez um papel pequeno, sem destaque. Depois disso as coisas começaram a dar errado e não foi mais chamada para novelas, bateu o desespero e começou a engordar.

Publicidade

Veio a depressão e teve que recorrer a um psiquiatra. "Ele me dava remédios, e eu queria subir pela parede", ela conta. Para melhorar, teve que trocar de médico, dar uma renovada e depois tudo ficou bem. Sobre ter passado tanto tempo sem sexo, ela ri e diz que ninguém despertou seu interesse e sabia se tratar sozinha sexualmente.

A diva relata que a beleza já foi um fardo, mas agora superou, e questionada se é amiga do ator Felipe Camargo, ela dispara. "Não. A gente se fala, se respeita". Encerrando a conversa, Vera diz que acredita no bem e no mal, mas que o mal nunca vence o bem. #sexualidade #superação #famosas