Uma das melhores atrizes de sua geração, Adriana Esteves começou sua carreira bem cedo, aos 15 anos de idade, quando decidiu largar o balé e se concentrar na carreira artística. Na #Televisão, ela teve sua primeira chance em 1988 como apresentadora do programa "Evidências", na Rede Bandeirantes. É possível achar clipes da participação de Adriana no programa no youtube.

Um ano depois, ela conseguiu um papel na novela de sucesso da TV Globo, "Top Model", como uma modelo chamada Cristina. A partir daí, ela não parou mais: fez mais de 25 novelas, atuou no cinema e no teatro. E é claro que uma atriz tão versátil assim na vida real, não poderia deixar de dar aos telespectadores personagens ainda mais interessantes, que serão relembrados em comemoração aos seu aniversário de 47 anos.

Publicidade
Publicidade

Papéis mais marcantes de Adriana Esteves

Carminha, "Império" (TV Globo) - 2012

Se Adriana já era uma atriz renomada, foi com a personagem Carminha que ela despontou como a favorita do público noveleiro. A manipulação, a maldade e as frases de efeito transformaram Carminha em uma das maiores vilãs da teledramaturgia brasileira. O sucesso foi tanto que a atriz não aceitou nenhum trabalho no ano seguinte, para ter certeza de qual passo tomaria depois de tanta aclamação.

Patrícia, "Meu Bem, Meu Mal" (TV Globo) - 1990

Foi neste papel, aos 21 anos de idade, que Adriana caiu nas graças do público e da crítica, sendo considerada a mais nova namoradinha do Brasil. Patrícia foi uma personagem que buscava vingança contra um golpe dado ao seu pai, mas acabou se apaixonando pelo seu inimigo, Ricardo Miranda, vivido por José Mayer.

Publicidade

Mariana, "Renascer" (TV Globo) - 1993

Duramente criticada na época, já que sua atuação não foi considerada uma das melhores do elenco, Adriana ficou tão abalada com as críticas que recusou o papel de Babalu em "Quatro por Quatro" e entrou em uma forte depressão, fazendo apenas algumas participações especiais em programas da TV Globo e mudando brevemente de emissora, para o SBT, para fazer a novela "Razão de Viver". A pausa na carreira veio a calhar: Adriana continuou a se aprimorar como atriz.

Sandra, "Torre de Babel" (TV Globo) - 1998

A jornada foi longa, mas foi neste papel que Adriana voltou a ser querida pelo público, ao interpretar uma jovem que fazia de tudo para vencer na vida e apostando na sedução como sua maior arma.

Amélia, "Coração de Estudante" (TV Globo) - 2002

Viveu a vilã Amélia, que queria a todo custo separar o casal Edu (Fábio Assunção) e Clara (Helena Ranaldi). A personagem foi ganhando, pouco a pouco, o coração dos telespectadores e acabou ganhando seu próprio final feliz.

Publicidade

Dalva, "Dalva & Herivelto: Uma canção de amor" (TV Globo) - 2010

Interpretando a grande cantora Dalva de Oliveira em uma minissérie de cinco capítulos, a atriz até ganhou uma indicação ao Emmy pelo seu papel e consolidou-se de vez como uma das atrizes mais talentosas da televisão brasileira.

Grandes papéis, aliás, não faltam para Adriana, que já atuou em uma das grandes comédias de 2006, o "Trair e Coçar é Só Começar" e destacou-se em sua atuação na minissérie "Justiça", ao interpretar Fátima. Outras novelas que ela participou e merecem destaque são "O Cravo e a Rosa", "Kubanacan" e "Babilônia".

E para você, qual é o melhor papel de #adriana esteves? #Famosos