A Rede Globo de Televisão recebeu recentemente um pedido de um canal católico, a TV Aparecida, a fim de transmitir uma de suas novelas. O canal que faz uma homenagem à Nossa Senhora Aparecida e cuja sede fica na cidade que dá nome à Santa, em São Paulo, queria pagar para exibir 'A Padroeira' aqui no Brasil. A Globo nunca vendeu uma novela sua para uma emissora concorrente aqui em nosso país. As vendas do folhetim ocorrem para fora do Brasil. No entanto, como mostra uma reportagem Ricardo Feltrin, o canal carioca aceitou a proposta, mas de maneira diferente. Tocada, a Globo decidiu ceder gratuitamente 'A Padroeira' à TV Aparecida.

A informação foi confirmada em comunicado pela TV Globo.

Publicidade
Publicidade

Os donos do canal são católicos e tem como programa mais antigo na grade 'A Santa Missa', hoje apresentada por Padre Marcelo Rossi às seis da manhã dos domingos. A Globo já cedia alguns comerciais gratuitos para a igreja, a fim de disseminar seus cultos e eventos no Brasil. A exibição de 'A Padroeira', que é escrita por Walcyr Carrasco, ainda tem outro objetivo, comemorar os trezentos anos da chegada da Santa no Rio Paraíba. Ela foi encontrada por pescadores na região. Diz a lenda que o corpo e a cabeça da imagem foram encontradas em minutos diferentes. Desde que a santa apareceu, ocorreu a multiplicação dos peixes. A partir daí, os moradores que viviam um período de escassez na pesca, decidiram fazer de Nossa Senhora Aparecida uma espécie de "rainha dos rios".

Segundo Ricardo Feltrin, as negociações partiram de dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida.

Publicidade

Originalmente, 'A Padroeira' foi exibida entre 2001 e 2002. Quem deu a decisão final na negociação foram os próprios donos do canal, que surpreenderam o mercado. A 'TV Aparecida' apenas precisará pagar os chamados "direitos conexos" da obra, que é um pagamento ao elenco e à trilha musical reutilizada. O canal fechado exibirá a novela em dois horários. Um às 19h e o outro às 22h30. Renato Aragão também cedeu episódios gratuitos de 'Os Trapalhões'. #Novelas