Nesta sexta-feira, 9, a apresentadora Fátima Bernardes recebeu em seu programa, o 'Encontro', Dona Ilaídes Celine, mãe do goleiro Danilo, morto na tragédia da Chapecoense. Ela ficou conhecida em todo o Brasil, ao dar uma entrevista ao jornalista Guido Nunes, do SporTV. Na ocasião, ao falar sobre a morte do filho, na queda do avião na cidade de Meleddín, na Colômbia, Ilaídes viu que o repórter que a entrevistava estava muito emocionado. Ela, em um gesto ímpar, solicitou um abraço ao jornalista, que havia perdido 21 colegas na mesma tragédia.

Dessa vez, quem deu e pediu um abraço a mãe do goleiro foi a apresentadora #Fátima Bernardes.

Publicidade
Publicidade

"Nesse momento, eu somente posso dizer uma coisa, que quero te dar um abraço. Você pode me abraçar", disse a ex-esposa de William Bonner muito emocionada. Laide chegou a pedir desculpa por ter mudado o papel naquela cena. "Eu não deveria ter feito perguntas a ele. Aquele era um trabalho dele. Por isso, eu pelo desculpas", disse a senhora que perdeu um filho, mas que agora tenta seguir a vida.

"Eu estou aqui, mas me sinto anestesiada. Estou vazia. Eu não sinto nada. Eu tento dormir, mas não consigo fechar os olhos. Eu sei que eu irei viver esse luto, que esse momento vai acontecer', disse Laide. A mãe de Danilo diz que não tem sido fácil para ela. Segundo a senhora, muitas pessoas estão pedindo abraços para ela. "Cada um tem uma história. Todos dizem que tem um momento especial para conta com ele.

Publicidade

Eu tenho insistido em abraçar, mas confesso que chega no fim de semana e já não tenho mais forças", contou a senhora que revelou ser espírita.

"Eu não faço isso pelos adultos, mas pelas crianças. Muitas choram dia e noite pelo o que aconteceu", continuou Laide a contar a história que marcou o Brasil e o mundo. O gesto dela acabou emocionando os convidados, que também aproveitaram para contar histórias tristes e de superação em toda a sua vida. A atração acabou repercutindo bastante nas redes sociais. "Estou chorando muito aqui", disse um internauta no Twitter.