Segundo informações da polícia, na madrugada do dia 11 de dezembro, houve uma operação na comunidade Cidade de Deus, zona oeste do Rio de Janeiro, onde Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos, filho de cantora de funk Tati Quebra Barraco, foi morto por tiros no rosto. A PM, relatou que um grupo de policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) fazia um patrulhamento de rotina quando foram surpreendidos por criminosos armados. Houve confronto e os criminosos acabaram baleados. Yuri chegou a ser levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Foi apreendido com ele uma pistola, drogas e dois rádios transmissores, a Divisão de Homicídios está fazendo a investigação do caso.

A cantora desabafou nas redes sociais

No Twitter Tati escreveu: “A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido.

Publicidade
Publicidade

A PM matou meu filho. Essa dor nunca irá cicatrizar”. Em seu Facebook, Tati fez um depoimento se perguntando onde ela poderia ter errado, também relatou sua dor e escreveu: ‘‘Está difícil de acreditar”. Sempre em tom de luto.

Tati continua show

Em Belo Horizonte - MG, Tati Quebra Barraco estava fazendo um de seus shows quando recebeu a ligação, por volta das duas da madrugada, sendo informada da #Morte de seu filho Yuri, mas, mesmo após a terrível notícia, a cantora permaneceu no local e continuou cantando, sempre com um sorriso no rosto, como se nada tivesse acontecido.

Quebra Barraco se explicou sobre o fato em suas redes sociais, alegando ter que cumprir seu contrato e seu trabalho. A cantora escreveu: “Não pude parar o que dei início, tinha fãs, público, o fotógrafo da casa, tinha um contrato.

Publicidade

Então tinha que terminar o show na boate Eleganza, com um sorriso no rosto, sem que ninguém percebesse. Mas não fui forte o tempo todo! Desabei, desabei!”.

A cantora também recebeu diversos textos de ódio e desrespeito com a família. Depois do caso, um internauta escreveu: ''A polícia te tirou um fardo". Já outro se pronunciou dizendo: ''Que mãe continuaria um show depois de saber que teve um filho morto? Que horror!''.

E você o que acha? Deixe sua opinião. #Polêmica #Casos de polícia