Na manhã deste sábado, 3 de dezembro, o comentarista Galvão Bueno, da Rede Globo de Televisão, se emocionou bastante enquanto fazia a cobertura do velório das vítimas do acidente de avião na Colômbia, que levava a delegação da #Chapecoense e que deixou setenta e um mortos. Galvão ficou bastante abalado com a chegada dos corpos dos jornalistas e jogadores, em avião da Força Aérea Brasileira, ele lamentou que toda a equipe que estava presente no avião voltasse daquela maneira.

A cobertura da #Rede Globo começou por volta das 7h45 desta manhã, pelo horário de Brasília e Galvão ficou como o apresentador do evento, com o apoio de vários repórteres.

Publicidade
Publicidade

Devida a longa cobertura jornalística, uma das maiores já feitas pela emissora, o 'É de Casa', os jornais locais, 'Globo Esporte' e o 'Jornal Hoje' não foram apresentados. A histórica cobertura terminou por volta das 15h.

O repórter Eric Faria também não conseguiu segurar as lágrimas. Ele conta que Alaíde Padilha, a mãe do goleiro Danilo, que faleceu no acidente, passou pelo campo e ganhou um abraço dela. Eric bastante emocionado, revelou que não imaginava em um dia ele estar num campo de futebol para fazer uma cobertura como esta e que depois de tudo que ele vivenciou, vai sair da cobertura como uma pessoa melhor. Galvão consolou o repórter dizendo que ele podia chorar.

Recentemente, Galvão estava ao vivo no programa 'Encontro com Fátima Bernardes' e comentou a tragédia envolvendo o time de futebol e vários profissionais da imprensa.

Publicidade

Galvão contou que o momento é um dos piores, em mais de quarenta anos de carreira. Ele ainda confessou que não tinha mais vontade de narrar um jogo de futebol neste ano.

Dentre as vítimas no acidente de avião três repórteres eram da Globo. O produtor Guilherme Van Der Laars, repórter Guilherme Marques e o repórter cinematográfico Ary Júnior. Os corpos dos jornalistas chegaram no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 2 de dezembro. O acidente de avião causou a morte de 71 pessoas. A aeronave levava vários jornalistas e time da Chapecoense para a cidade de Medellín, na Colômbia. #Galvão Bueno