Só quem passou por uma situação semelhante, sabe o quão estressante pode ser a partilha de uma herança oriunda de um ente querido ou cônjuge falecido, pois além do abalo emocional geralmente presente em situações como essa, ainda pode haver o litígio entre os herdeiros reconhecidos pela #Justiça daquele que morreu.

Quando o acontecimento é então no meio artístico, a visibilidade é ainda maior, atraindo a atenção de milhares de pessoas, quando não, milhões. O contexto acima é exatamente o que está acontecendo com a atriz Antonia Fontenelle e as três filhas do também ator e diretor que já se foi, Marcos Paulo.

As filhas de Marcos, a saber, Mariana Tristão, Vanessa Simões e Giulia Costa foram obrigadas através da Justiça a dividir a herança do ator com a ex-companheira do mesmo, Antonia Fontenelle.

Publicidade
Publicidade

A fortuna considerável está avaliada previamente em R$ 30 milhões.

A mesma Justiça será responsável em dizer quanto cada um dos que têm o direito à herança irá receber. O imbróglio judicial se arrasta desde a data de novembro de 2012, quando Marcos Paulo veio a óbito, pois foi a partir de então que as filhas do funcionário da #Rede Globo e a atriz começaram a se brigar nas dependências dos tribunais. A situação inicialmente só se agravou, pois há exatos três anos, foi emitida a conclusão de que Antonia não deveria ter direito algum à herança em questão.

Todavia, logo passado um ano, Adaílton Rodrigues, que é o advogado da atriz, deu entrada no Tribunal de Justiça do Rio com a solicitação para que Antonia fosse legitimamente tida como herdeira de Marcos, uma vez que estava casada com o mesmo na ocasião de sua morte.

Publicidade

Os acontecimentos que se sucederam confirmaram o recebimento de três votos em prol da ex-esposa de Marcos e nenhum voto contra. Por outro lado, o parecer conclusivo soberano deveria ser de Marco Antônio Cavalcante, juiz da 1ª Vara de #Família do Fórum da Barra da Tijuca, bairro localizado na Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro, o qual no último dia 1º de dezembro votou a favor de Antonia.

Os advogados que representam a atriz, diante da nova imposição da Justiça, pedirão ao inventariante a identificação de todos os bens conquistados por Marcos, abrangendo os bens gerais de sua coletânea, uma casa na cidade de Búzios, na Região dos Lagos e também diversas obras de arte.

A herança contempla ainda um apartamento no badalado Golden Green, na Barra da Tijuca, que foi negociado pelo valor de R$ 8,4 milhões, e dois automóveis - um Mercedes Benz e um Audi. Obviamente que seguindo os passos judiciais comuns em casos como esse, o valor aferido deverá ser depositado no Banco do Brasil, em uma conta judicial predeterminada.

Publicidade

A única exceção de todo esse espólio é um apartamento que está fora do Brasil, em Nova York, que foi registrado nos nomes de Giulia e Antonia, valendo aproximadamente R$ 13,180 milhões.

Não adiantou de nada que as três filhas de Marcos pedissem por meio de manobra do advogado o bloqueio dos bens do pai logo que ele morreu, até mesmo porque o avô delas (pai de Marcos Paulo), Vicente Sesso, se posicionou publicamente contra as netas em favor de Antonia Fontenelle.