Morreu neste domingo (25), aos 53 anos, o cantor britânico George Michael, informa a BBC. Segundo a agência britânica, a informação do falecimento foi dada pelo representante do artista.

A publicação apenas informou que o cantor faleceu "pacificamente em casa". Segundo um comunicado enviado à BBC, a família do artista pediu respeito à privacidade "neste momento difícil e emocional".

George Michael nasceu em Londres, na Inglaterra. Ele começou a carreira musical como DJ, tocando em clubes de juventude e escolas locais. Em 1981, formou o duo Wham! junto com Andrew Ridgeley, um ex-colega de escola. A dupla fez bastante sucesso ao trazer hits como "Wake Me Up Before You Go-Go" e "Everything She Wants".

Publicidade
Publicidade

Michael lançou seu primeiro single solo em 1984, com o sucesso mundial "Careless Whisper" (vídeo abaixo). O Wham! terminou suas atividades em 1986, sendo que o primeiro álbum solo do artista veio no ano seguinte. O Trabalho "Faith" trouxe a #Música "I Want Your Sex".

Ao todo, George Michael lançou seis álbuns de estúdio. Seu segundo trabalho, "Listen Without Prejudice Vol. 1", foi lançado em 1990. Na época, ele acusou a própria gravadora de "escravidão profissional", além de ter acusado a empresa de sabotar suas vendas. Seu último trabalho completo foi às vendas em 2004. Depois, o cantor afirmou que só iria divulgar outras músicas essencialmente pela internet.

Michael também ficou conhecido por participar de grandes apresentações ao lado de outros artistas. Entre os destaques está um show em Wembley, em 1992, quando acompanhou o Queen em uma homenagem a Freddie Mercury.

Publicidade

Em 1998, fez um dueto com Paul McCartney no Live 8, em Londres.

Em sua vida pessoal, Michael teve que assumir publicamente a homossexualidade por ter sido preso por atentado ao pudor, em 1998. Ele estava em um banheiro público de Beverly Hills e acabou caindo em uma armadilha de um policial à paisana.

George Michael anunciou seu casamento em 2005, com Kenny Goss. Na época, ele aproveitou a adoção da nova lei britânica sobre uniões civis.

O cantor também enfrentou problemas com drogas. Em junho de 2015, chegou a ser internado em uma clínica de reabilitação na Suíça. #Famosos #Cultura