Uma das personagens mais amadas da televisão irá ressurgir no ano de 2018, na Globo. Nazaré Tedesco, a vilã que morreu após pular de uma ponte em 'Senhora do Destino', estará no próximo folhetim de Aguinaldo Silva. Batizada, provisoriamente, de 'O Sétimo Guardião', a novela tem previsão de estreia para abril, ocupando o horário nobre da TV, o das 21h. Quem confirmou a novidade foi o próprio Aguinaldo Silva, que teria conversado com o jornalista Flávio Ricco, do UOL. Curiosamente, 'Senhora do Destino' está prevista para substituir 'Cheias de Charme', na sessão do 'Vale a pena Ver de Novo'. Ou seja, serão poucos meses entre a versão antiga e a "novata" de Nazaré.

A vilã, que no passado foi interpretada com brilhantismo por Renata Sorrah, agora ganhará vida com a ajuda Lília Cabral.

Publicidade
Publicidade

O ator de 'O Sétimo Guardião' conta que na novela a personagem Valentina Marsalla (Lília) terá a capacidade de trazer Nazaré do tumulo. Será a própria Renata quem novamente fará a vilã. Aguinaldo Silva, no entanto, revela que ainda não conversou com a veterana sobre o assunto. Valentina será outra perversa personagem da novela das nove. O folhetim terá como meta o resgate do chamado "realismo fantástico". O drama se passará em uma cidade que não existe. A história será protagonizada pela ruivinha mais conhecida do país, Marina Ruy Barbosa, que fez sucesso como a amante do Comendador José Alfredo de Medeiros (Alexandre Nero), em 'Império', outra obra assinada por Aguinaldo Silva.

Marina será uma espécie de anjo na obra, tendo poderes especiais para combater a maldade, que será representada por Lília Cabral.

Publicidade

Como ainda falta muito para obra, alguns nomes devem ser alterados no casting. No entanto, artistas como Marcelo Serrado e José Mayer já foram reservados pelo autor. Antes da novela de Aguinaldo, quem entrará no ar no lugar de 'A Lei do Amor' é Gloria Perez, que escreve 'A Força do Querer'. Outra história, ainda sem nome, deve ser escrita por Walcyr Carrasco. A Globo, dessa forma, retorna aos atores tradicionais, após a faixa das 21h sofrer com grande rejeição nos últimos dois anos. #Famosos