Na semana que passou, uma tragédia mexeu com o mundo. Um avião que levava o time da Chapecoense caiu quando ia para a cidade de Medellín, na Colômbia. O clube do estado de Santa Catarina vivia o momento mais feliz de sua história, que acabou interrompido pela aeronave da LAMIA, que impediu que a Chapecoense jogasse a final da Copa Sulamericana. 71 pessoas morreram e outras seis estão em recuperação. Meses antes do avião se chocar com a montanha conhecida como 'El Gordo', a apenas 38 Km do aeroporto de Medellín, um #Vidente esteve em um programa de televisão e teria feito a previsão do acidente. Carlinhos estava em uma atração de Cascável, no Paraná, quando deu dados de que um time inteiro seria vítima de uma tragédia aérea.

Publicidade
Publicidade

Naquele programa, entretanto, essa não foi a única previsão feita por Carlinhos. À Olga Bongiovanni, que comandava a atração paranaense, ele ainda falou sobre o mundo dos artistas. Um desses dados acabou chamando a atenção. Este envolve o cantor de música sertaneja Zezé di Camargo. O pai de Wanessa passou por um ano cheio de polêmicas, chegando até a expôr a filha em redes sociais, dizendo que ela foi "covarde" ao bater no passado em sua atual companheira, Graciela Lacerda. Segundo o vidente, entretanto, não seriam essas brigas familiares que prejudicariam a carreira do irmão de Luciano.

Carlinhos explica que uma doença, que já causou problemas outrora, voltaria com mais força em 2017. Ele revela que um cisto nas cordas vocais do nome da música sertaneja faria com que ele abandonasse a carreira.

Publicidade

Há cerca de quatro anos, Zezé conviveu com um problema na garganta. Na ocasião, shows da dupla não foram cancelados. Coube a Luciano, até então segunda voz, fazer uma carreira praticamente solo. Nas apresentações, o cantor que era criticado, passou a receber elogios e surpreendeu com o seu jeito de levar as coisas com Zezé. Eles se acertaram depois de uma briga que virou manchete em toda a imprensa. Na ocasião, Luciano abandonou uma apresentação. Ele diz que os dois "estão de bem" agora.