#Patrícia Abravanel, a "Filha Número Quatro" do eterno "Patrão" do SBT está cotadíssima para substituir Celso Portiolli na cobiçadíssima vitrine das noites de domingo, mas, como diria Carlos Drummond de Andrade, "no meio do caminho tinha uma pedra".

Ela já avisou que não quer comandar o Domingo Legal (que deve acabar em 2017: depois de ter marcado época nas mãos de Gugu e Portiolli, o programa teve o que deve ter sido sua última transmissão, ao vivo, no dia 18, e agora será exibido apenas material previamente gravado, até entrar em vigor a nova programação) do mesmo jeito que se recusara a dividir o game-show Fantasia (que poderia ser ressuscitado) com Lívia Andrade e Helen Ganzarolli.

Publicidade
Publicidade

Ela não quer herdar um formato antigo, mas, sim, ter um programa criado especialmente para ela e com seu nome no título. Segundo o colunista Ricardo Feltrin, o título que ela tem em mente é "Programa Patrícia Abravanel", o que já levou o pai, sob o disfarce do humor, a dar um toque para que a filha coloque os pés no chão.

No dia primeiro de dezembro, em uma edição do programa Roda a Roda, tendo como convidadas Eliana e a cantora Anitta, Sílvio entregou que a filha, que não estava nos planos dele para aquele dia, pediu para ser convidada para poder divulgar sua linha de perfumes Jequiti, e provocou: "E me diga, quer dizer que você quer se comparar com a Eliana, que tem tantos anos e tanta experiência?". Como se sabe, o nome do programa da veterana e consagrada apresentadora do SBT é, simplesmente, Eliana.

Publicidade

Sílvio Santos quer deixar claro que a filha ainda tem que mostrar muito serviço para chegar no nível da colega de canal.

Parte dessa confusão é produto previsível e quase inevitável dos choques de ego causados pela necessidade de rever a grade de programação. Celso Portiolli deve se deslocado para os sábados, para substituir Raul Gil, cujo contrato não foi renovado. Outra mudança na grade de programação que Sílvio Santos tem em vista para 2017, depende da contratação de Jô Soares. O "Gordo", cujo último programa na Rede da família Marinho (no qual, aliás, ele agradeceu, entre outras pessoas, o dono do Baú que apostou na ideia de ter o humorista à frente de um programa de entrevistas) já foi exibido, pode voltar ao SBT e é uma opção para preencher as noites de domingo.

Enfim, ainda tem algumas pedras no caminho, que devem ser retiradas à medida que as negociações avançam - dentro e fora da família de Sílvio Santos. #Polêmica #Silvio Santos