Richard Adams, escritor britânico famoso no mundo inteiro, morreu aos 96 anos nesta última terça-feira (27) e é mais uma triste perda neste ano de 2016, principalmente para os fãs de uma boa leitura. O comunicado confirmando a #Morte do escritor dizia: "A querida família de Richard anuncia com tristeza que seu amado pai, avô e bisavô, morreu pacificamente às 22 horas da noite de Natal". Foi um choque muito grande para todos. #Famosos e anônimos de vários países usaram as redes sociais para prestarem suas últimas homenagens.

"A Longa Jornada" é um dos trabalhos mais conhecido de Adams e fala sobre uma comunidade de coelhos que decide sair em busca de um novo lar, depois que a toca onde moravam foi completamente destruída, só que a jornada é longa e o caminho trará muitos perigos.

Publicidade
Publicidade

Esse foi o primeiro romance do escritor, tendo sido publicado no início da década de 70 e já em 1978 era transformado em desenho animado e ganhou os cinemas do mundo inteiro. O sucesso foi tão grande que posteriormente foi transformado em uma série para a televisão.

Uma vez, ao ser questionado sobre como surgiu a ideia de escrever aquela história, Adams revelou que foi logo após ele contar uma historinha para suas filhas, quando eram crianças. Eles estavam viajando de carro e as palavras foram surgindo como que por enquanto, depois ele sentou com calma, deu início a esse belo trabalho e é por isso que o romance foi dedicado às duas filhas do escritor.

Até hoje as escolas britânicas utilizam o livro "A Longa Jornada" e foi criada até uma linguagem fictícia para os coelhinhos, chamada de "Lapine".

Publicidade

Richard George Adams nasceu no dia 9 de maio de 1920, em Newbury, Berkshire e durante a Segunda Guerra Mundial esteve nas Forças Armadas servido ao Reino Unido. Recebeu na Universidade de Oxfor o grau de Mestre.

"A Longa Jornada" chegou a ser rejeitada por 13 editoras e quando uma resolveu acreditar nele, o livro chegou a vender mais de 1 milhão de cópias e foi em tempo recorde.

Sem dúvida alguma, a morte de Richard Adams deixou milhões de leitores órfãos no mundo todo. #Livros