A tragédia na Colômbia que vitimou quase o time inteiro do Chapecoense e causou comoção não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro, ainda repercute. E, por se tratar de uma fatalidade que ainda mexe com o coração das pessoas, o seriado cômico #Brasil a Bordo, de Miguel Falabella, teve sua estreia adiada.

A atração, que retrata uma companhia aérea decadente, estrearia em janeiro, entrando no ar às quintas-feiras, após o Big Brother Brasil. Mas, a cúpula da #Globo avaliou que seria melhor adiar a estreia, por se tratar de uma comédia debochada, que tem como pano de fundo um assunto relacionado ao acidente que chocou o mundo.

Publicidade
Publicidade

Em seu lugar, entrará mais uma temporada do bem-sucedido programa Amor e Sexo, comandado pela bela e competente Fernanda Lima. Brasil a Bordo ainda não tem data para entrar em exibição, mas se especula que será apenas no segundo semestre de 2017.

Este não é o primeiro problema relacionado ao seriado. Ney Latorraca, que foi escalado como um dos protagonistas, o comandante Durval, deixou a atração após um pedido da direção para regravar suas cenas, depois de uma mudança de caracterização do personagem. Em comum acordo com os diretores, Latorraca saiu do seriado e, em seu lugar, entrou Marcos Caruso.

A série, que retratará o cotidiano da "Piorá Linhas Aéreas", é a primeira atração comandada pelo ator e dramaturgo após o fim de Pé na Cova, melancólica série de sucesso com 5 temporadas, que chegou ao fim devido à morte de sua estrela principal, Marília Pêra, em dezembro de 2015.

Publicidade

O intérprete do eterno picareta Caco Antibes já é um veterano autor de televisão e já escreveu quatro novelas: Salsa e Merengue, A Lua me Disse, Negócio da China e Aquele Beijo. E também foi criador de um dos maiores sucessos dos anos 1990, a sitcom Sai de Baixo, ainda hoje reprisada com sucesso pelo canal a cabo Viva.

A nova empreitada de Miguel Falabella é estrelada pelo próprio e também por Arlete Salles, Luís Gustavo, Maria Eduarda de Carvalho, Maria Vieira, Magno Bandarz, Niana Machado e Rafael Canedo. #Seriados