No último sábado (3), as integrantes da banda “As vingadoras”, conhecidas pela música “Metralhadora”, passaram por maus momentos na casa de shows Coliseu do Forró, que fica localizada no bairro Patamares, em Salvador. O dançarino Marcelo Tosta foi morto a tiros dentro da boate. Houve muito empurra-empurra e gritaria durante os disparos.

Segundo as investigações preliminares, um guarda municipal de 30 anos está envolvido no assassinato do dançarino. Antes dos tiros, o guarda e um amigo discutiram com Marcelo Tostes. Houve troca de socos e em determinado momento da discussão o amigo do guarda sacou uma arma e efetuou vários disparos contra Marcelo.

Publicidade
Publicidade

O guarda também foi alvejado em um dos joelhos e foi levado para o Hospital Geral do Estado. Assista o vídeo com o momento da confusão:

Inicialmente, não se sabia da participação do guarda no assassinato, porém, no domingo (4) ele foi autuado em flagrante, por ser suspeito de envolvimento. No entanto, ele continua internado e sob vigilância policial.

Uma testemunha que não quis se identificar, em entrevista ao canal de notícias G1, informou como ocorreu o crime. Ele disse que no início, a briga começou numa área descoberta, mas dentro da casa de shows. A testemunha disse que Marcelo estava perto de onde são vendidas fichas para o consumo de bebidas, então, aproximou-se dele um rapaz que vestia camisa azul e atirou. Não satisfeito com os primeiros disparos, a pessoa se aproximou da vítima e ainda chutou sua cabeça e continuou atirando.

Publicidade

Assim que começou o tumulto, a banda parou de tocar e se retirou do palco. O grupo fazia um show de lançamento do seu novo CD “Esquenta”.

Em nota divulgada na internet a banda lamenta o ocorrido: "A Banda Vingadora lamenta o ocorrido nessa noite de sábado em Salvador. Assim como os fãs, a banda também foi surpreendida pelo tiroteio. A Banda Vingadora pediu que a investigações sigam e que se consiga descobrir os culpados da morte. Além disso, a banda apresentou suas condolências aos amigos e familiares da vítima." #Música