A youtuber e repórter do canal Warner #Carol Moreira usou sua página no Facebook para esclarecer a polêmica envolvendo a entrevista que fez com o astro internacional Vin Diesel, na Comic Com Experience (CCXP), realizada no início de dezembro, na cidade de São Paulo. Na postagem, ela diz que em nenhum momento acusou #Vin Diesel de #Assédio.

Entenda o caso

Na quarta-feira (21), Carol Moreira postou o vídeo da entrevista em seu canal no YouTube. Na introdução, dizia que se sentiu mal com as investidas do ator. No dia seguinte, o tema virou assunto bastante comentado nas redes sociais e alguns comentários acusavam Vin Diesel de assédio.

Esclarecimento

Em sua postagem, Carol Moreira foi na contramão daqueles que acusaram Vin Diesel de assédio.

Publicidade
Publicidade

“O que eu disse na introdução do vídeo? Que eu não gostei do comportamento dele na entrevista. Nunca disse que fui assediada”, postou.

Ela começou o texto no Facebook demonstrando irritação e pedindo a todos que o lessem até o final “antes de ser babaca nos comentários”.

Nas redes sociais, Carol foi acusada de não ter sabido reagir às cantadas de Vin Diesel. “Por que eu não reagi? Porque não soube. Eu estava preocupada com o tempo da entrevista, com a próxima pergunta que eu teria que cortar já que a entrevista tomou rumos que eu não queria”, disse.

“Quando meu editor me mandou o primeiro corte da entrevista, percebi que ele tinha me chamado de sexy. Percebi o quão exagerado e inconveniente ele foi. Fiquei triste que não soube reagir melhor. Mostrei pra várias amigas e todos acharam um completo absurdo”, revelou Carol.

Publicidade

“Nunca reclamei de assédio, quem disse isso foi a mídia. Se eu quisesse views ou fama teria feito uma thumb e um título sensacionalista. Não foi o que fiz. Eu só postei a entrevista como qualquer outra, para o meu público”, disse a youtuber.

A polêmica, na verdade, começou no Twitter, onde milhares de comentários se referiam ao tema. Alguns defendiam Carol Moreira e acusavam Vin Diesel de assédio. Outras postagens defendiam o astro do cinema e atacavam a brasileira.

Em uma hora no ar, a publicação teve mais de 600 compartilhamentos, mais de três mil curtidas e os quase 700 comentários são, em sua maioria, de apoio a Carol.

Veja o texto na íntegra