Um velho ditado da língua inglesa diz que as coisas inevitáveis na vida são os impostos e a #Morte. Alguns #Famosos - e até anônimos - podem escapar dos impostos graças à sonegação ou a subterfúgios legais, mas não da morte. E quando certos famosos morrem, uma interessante faceta da fama é realçada. Estes famosos são, bem, famosos, isso é, seus nomes são amplamente conhecidos e seus feitos razoavelmente reconhecidos pela sociedade, mas qualquer que seja o motivo de sua fama, aconteceu há muito tempo e essas personalidades estão há muito tempo fora das vistas do público (não à toa, existem ao redor do mundo colunas de jornal no estilo "Por Onde Andam Agora?", procurando esclarecer que rumos tomaram as vidas das estrelas das quais não se ouve mais) e, quando morrem, correm o risco de sair de cena sem que a maior parte das pessoas perceba, quase - ironias da vida - como anônimos.

Publicidade
Publicidade

Todos os famosos a seguir deixaram uma enorme marca na cultura popular, porém, quem deu a proverbial piscada de olhos na hora errada, não viu as notícias sobre as mortes deles no ano de 2016:

1 - Quem foi criança nos anos 80 e 90 provavelmente se deparou com o Fofão, personagem infantil criado e interpretado pelo humorista e ator Orival Pessini, que morreu de câncer no baço, em 14 de outubro de 2016. Além do simpático alienígena do planeta Fofolândia, Pessini interpretou outros personagens, como Patropi, o atrapalhado hippie e estudante de Comunicação da PUC que não conseguia comunicar coisa alguma.

2 - Tony Burton, que fez o papel de Duke, o treinador de Apollo Creed, o adversário de Rocky Balboa, participou dos seis primeiros filmes da franquia Rocky. Nos últimos anos de vida, ele estava sendo hospitalizado frequentemente por causa de um mal não-diagnosticado.

Publicidade

Em fevereiro de 2016, ele morreu das consequências de pneumonia.

3 - Elke Maravilha, atriz, modelo e jurada de programas de calouros, morreu em 16 de agosto de 2016 de falência múltipla dos órgãos aos 71 anos de idade.

4 - O humorista Shaolin ficou em coma por cinco anos, de 18 de janeiro de 2011, quando sofreu um acidente de carro, até 14 de janeiro de 2016.

5 - Rubén Aguirre Fuentes, o eterno Professor Girafales, faleceu em 17 de junho de 2016 em Puerto Vallarta no México. E ninguém nunca saberá afinal o que ele pretendia dizer sobre a Aritmética antes de ser interrompido várias vezes pelos alunos encapetados. Ficam as saudades e o carinho das milhões de pessoas que aprenderam tanto com o “Mestre Linguiça”.