O Brasil acordou mais triste neste último sábado (28). Decorrente de uma embolia pulmonar, faleceu o assistente de palco mais famoso da televisão brasileira, o #Russo. Internado há mais de 8 dias no Hospital Mário Lione, no Rio de Janeiro, o senhor que tinha 85 anos sofria de Alzheimer e estava extremamente debilitado. Quem cuidou de Russo nos últimos 2 anos, foi sua filha Fernanda, já que o pai havia se divorciado e precisava de cuidados permanentes.

Segundo Bruna Bergamini, que é neta do assistente, ele já não tinha firmeza para andar e não conseguia se alimentar sozinho, porém, em sua memória ainda haviam lembranças de pessoas importante com as quais conviveu e trabalhou.

Publicidade
Publicidade

A morte de uma figura tão conhecida e simpática ao público por si só já é muito comovente, porém um fato fez com que essa história gerasse uma grande polêmica, pois a emissora para qual prestou serviços por quase 5 décadas, não mencionou seu falecimento nos veículos de informação jornalística televisiva. Mais especificamente falando do ‘#Jornal Nacional’, que optou por noticiar o óbito do ator britânico John Hurt, foram mais de 50 segundos falando sobre a trajetória do artista, e nem sequer 2 segundos para homenagear um dos pioneiros da emissora, que não apenas fez parte, mas que ajudou a criar a história do que hoje é a principal e mais poderosa emissora de televisão do Brasil, a Rede Globo.

Internautas imediatamente foram para as redes sociais protestar com indignação e repúdio à omissão do jornalismo ‘Global’, afinal este senhor nascido Antônio Pedro de Souza e nacionalmente conhecido como ‘Russo’, fazia a alegria do auditório desde os tempos do Chacrinha, Faustão, Show da Xuxa, Estrelas até o último com o qual trabalhou Caldeirão do Huck.

Uma outra situação envolvendo o assistente e animador de plateia,m foi sua demissão em meados de 2014, quando o artista, já muito idoso, entrou em profunda depressão.

Publicidade

Na ocasião, a Globo alegou que Russo já estava aposentado e que suas condições não eram aptas ao trabalho. Apesar da demissão, a família de Russo informou que recebiam todo apoio da emissora, incluindo psicólogos. #Caldeirão do Huck