Pela quarta vez em poucos anos, #Justin Bieber abandonou o seu animal, dando a desculpa que tem muitos compromissos e que não pode tomar conta dele. Tal como informa o site “O Fuxico”, seis meses depois de ter comprado um cachorro bebê “chow-chow”, tendo até publicado várias fotos no “Instagram” com ele, o cantor decidiu que um dos seus dançarinos deveria ficar com ele, não se preocupando sequer com o tratamento da doença crônica que o cachorro tem. Agora, o novo dono do animal decidiu contar a história desumana, garantindo que só com ajuda de outras pessoas é que conseguiu que o cachorro fosse tratado, não tendo recebido nenhuma ajuda de Justin Bieber durante o processo.

Publicidade
Publicidade

Depois de um macaco, um hamster e de outro cachorro, Justin Bieber continua somando #Animais que compra, para pouco tempo depois “desistir” deles. Na verdade, o cantor foi recentemente criticado por instituições de ajuda animal por causa de um casaco de pele que exibiu há poucas semanas, fazendo com que muitos dos seus fãs se questionem: será que o artista gosta mesmo de animais, ou apenas os usa como acessórios temporários?

A verdade é que a resposta parece ser cada vez mais incerta. Como garante o site “O Fuxico”, o dançarino Todd, que ficou responsável pelo ex-cachorro de Justin, contou que, quando foi ao veterinário, descobriu que o animal tinha nascido com a doença chamada displasia severa e que teria que pagar cerca de 8 mil dólares para que o cachorro fosse rapidamente operado.

Publicidade

Contudo, além de ter abandonado o seu cachorro doente, Justin Bieber não ajudou com um único centavo nas despesas veterinárias para o cão “chow-chow”, não se sabendo ainda se o cantor tinha ou não conhecimento da doença prolongada do animal. Nas redes sociais, muitos “beliebers” ficaram chocados com a atitude desumana do seu ídolo, criticando a forma como ele tem tratado dos animais que compra nos últimos anos e pedindo para que ele pare, de uma vez por todas, com esses comportamentos vergonhosos que, além de prejudicaram a vida dos animais, acabam por danificar a sua imagem pública.