Frederick Jay Bowdy, de 33 anos, tinha vários trabalhos no cinema, mas sua carreira em Hollywood terminou em tragédia. Depois de um drama vivido, o ator americano disparou contra sua cabeça. O suicídio foi filmado e colocado no Facebook, ao vivo, minutos depois de o ator e pai de seis filhos anunciar que ia se matar. Nas redes sociais, várias pessoas estão pedindo para o #Facebook tirar essa aplicação de vídeos ao vivo, depois deste ser o terceiro caso chocante de #Suicídio ao vivo, em apenas três semanas.

O ator estava gravando um novo filme em Hollywood, quando sua vida ficou ensombrada por um escândalo sexual. Jay Bowdy, como era mais conhecido no cinema, tinha se mudado há pouco para Hollywood, apostando mais na sua carreira no cinema, quando começaram os problemas.

Publicidade
Publicidade

Já com nove filmes, Jay trabalhava também como stripper, quando foi acusado de abuso sexual. Ele foi preso, mas saiu, depois de pagar uma fiança de cem mil dólares, no estado do Texas.

Apenas quatro dias após ser liberado, o ator cometeu esta loucura. Seriam por volta das 5h30 da manhã, quando ele ligou a aplicação no Facebook, onde começou falando com seus seguidores. Um familiar ainda conseguiu contatar a polícia, alertando para o perigo, mas quando a polícia de Los Angeles chegou no local, já era tarde demais. Alegadamente, Jay falou que iria disparar e acabou mesmo fazendo isso, terminando com sua vida.

A polícia encontrou o corpo do ator por volta das 6h30 da manhã depois de ele ter dado um tiro na própria cabeça. O #Vídeo foi entretanto removido do Facebook, mas várias pessoas teriam assistido, com horror, à cena.

Publicidade

Um comentador escreveu mesmo que jamais vai esquecer a voz de Jay, após sentir o seu sofrimento, bem como o som do tiro sendo disparado.

Esse foi já o terceiro caso parecido, que aconteceu em apenas três semanas. Um dia antes, foi Nadia Venant, uma menina de 14 anos de Miami, que também transmitiu sua morte no Facebook e, há três semanas, outra menina, Katelyn Nicole Davis, de 12 anos, também transmitiu ao vivo seu suicídio no quintal de sua casa, na Geórgia.

Esses vídeos são chocantes e, mesmo com o Facebook os removendo depois, são muitas as pessoas que os vêem ao vivo. Por essa razão, as pessoas estão pedindo para que o dono da rede social, Mark Zuckerberg, retire esta funcionalidade do Facebook e que não permita mais que sejam veiculadas transmissões ao vivo.

E o leitor, o que pensa disso? Deve o Facebook mudar? Deixe sua opinião!