Gravar novelas infantis nem sempre é fácil. Por isso, o SBT trabalha com uma frente enorme de capítulos 'Carinha de Anjo', por exemplo, tem quase dois meses de capítulos inéditos. A novela, no entanto, começou com quase três meses de ineditismo. A diferença acontece porque é necessário dar um descanso para as crianças que fazem parte do elenco, além de outras intempéries, como acidentes e doenças. Em crianças, ter febre ou pegar uma virose é bem como, assim como os acidentes domésticos. E foi justamente isso o que aconteceu com a protagonista do folhetim 'Carinha de Anjo'. Lorena Queiroz acabou caindo e quebrou um dos braços.

Ela estava brincando em casa, quando tudo aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Aos cinco anos de idade, a menina sapeca da novela foi levada às pressas para um hospital paulista, que confirmou a fratura. A profissional da dramaturgia está tendo que usar uma tala para colocar novamente o osso no lugar. Ele deve ficar pelo menos um mês com o acessório no braço. Por isso, o #SBT necessitou tomar mais uma atitude que comoveu os próprios telespectadores. O canal de Silvio Santos decidiu mudar a trama das 20h30 para evitar que Lorena ficasse de fora. O folhetim é adaptado da Televisa pela irmã do apresentador Fausto Silva, Leonôr Correa. Já a supervisão da obra está por conta da esposa de Silvio Santos, a senhora Íris Abravanel.

De acordo com informações da emissora, uma cena foi gravada para justificar a tala da menina no braço. Ela cairá de um trator e machucará o braço na sequência, que ainda não se sabe se será ou não feita por ela ou uma dublê.

Publicidade

Atualmente, 'Carinha de Anjo' consegue dar dois dígitos de audiência na grande São Paulo. Cada ponto representa cerca de 70 mil domicílios na maior cidade do país. "Parabéns ao SBT. Isso aí. Deixou a menina continuar na novela e não vai explorar ela", disse um internauta nas redes sociais.

O que você achou da atitude da emissora de Silvio Santos? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós.