De acordo com informações do portal de notícias G1, a cantora Loalwa Braz Vieira, vocalista conhecida pelo grupo 'Kaoma', que disseminou a lambada pelo mundo, foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira, 19, na cidade de Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Ela estava dentro de um carro incendiado em uma estrada da região. O #Crime é investigado pela polícia militar da região, mas já se sabe que dois homens saíram correndo do local, segundo informações de vizinhos. Por isso, a hipótese de que não tenha sido um acidente, mas sim um assassinato, não foi descartada. A perícia está no loca onde o carro foi encontrado.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, por volta de três da manhã, uma equipe foi chamada para combater um incêndio em uma casa, que seria da cantora.

Publicidade
Publicidade

O fogo teria consumido o sótão. No entanto, minutos depois, quando já estavam no local, um novo chamado foi feito. O carro da cantora, com ela dentro, também estava pegando fogo, mas em uma estrada próxima à residência. Ela já estaria morta e parcialmente carbonizada, quando foi encontrada. A perícia, no entanto, já está no local e deve confirmar se o corpo é ou não da cantora do hit 'Chorando se foi'. Todos os sites de notícias, no entanto, confirmam que era ela a morta dentro do automóvel.

O corpo de Loalwa Braz Vieira não teria chegado ainda ao Instituto Médico Legal (IML) de Araruama, o mais perto da região. Os dois homens vistos correndo próximo à residência e o carro ainda não foram identificados. Fotos do carro incendiado e o flagrante dos bombeiros caíram na web. Não divulgaremos o conteúdo, pois ele ainda carece de confirmação de sua veracidade.

Publicidade

No entanto, os fãs da artista compartilharam as fotos e vídeos chocados. "Meu Deus. Isso era alguém querendo matar ela. Está claro que foi um assassinato", disse um fã revoltado.

Artista ficou marcada pelo sucesso 'Chorando se foi' na década de 1980. Ela vendeu mais de vinte e cinco milhões de discos em toda a sua carreira, ficando conhecida em todo o mundo. #Morte