Na última segunda-feira, 09/01, o cineasta David Lynch falou sobre o retorno de “Twin Peaks”. Diretor e elenco revelaram pouco sobre o que esperar da nova temporada dessa série surreal, mas não economizaram no uso do adjetivo “maravilhoso” para descrever tudo relacionado à produção.

Lynch não revelou muita coisa – nem mesmo se a nova temporada da série focará em novas histórias ou se dará continuidade às tramas existentes – apenas desconversou, fez piadas e disse que não poderia falar nada a respeito.

A única revelação importante sobre a volta de “Twin Peaks” é que os acontecimentos dos últimos 7 dias da vida de Laura Palmer serão algo extremamente importante para o desfecho da série dos anos 90.

Publicidade
Publicidade

Por que voltar à série agora, mais de 15 anos depois da exibição das duas primeiras temporadas? O diretor respondeu que ele e o produtor executivo Mark Frost não quiseram, na época, pôr um fim ao mistério principal da série – quem matou Laura Palmer? – e acabar com sua galinha de ovos de ouro, mas que chegou um momento em que sentiram que deveriam dar um final apropriado ao programa, e é isso que pretendem com os novos episódios.

Lynch confirmou que a nova temporada foi escrita de uma só vez, como uma grande trama, mas não especificou como dividiu a história ao longo dos 18 capítulos. Ele observou ainda que trabalhou com Frost por Skype, e que foi o produtor que o procurou, anos atrás, e perguntou se ele gostaria de voltar àquela pacata cidadezinha ficcional. Depois de se encontrarem e conversarem, eles decidiram retornar a “Twin Peaks”.

Publicidade

Sobre a ausência de alguns atores da série na nova temporada, o diretor disse que alguns não quiseram voltar ou então não havia uma história para seus personagens neste revival.

Será mesmo o fim de “Twin Peaks”? Segundo o diretor, não há planos além dos 18 episódios criados para o canal Showtime, mas ele sempre disse que não voltaria à série – e acabou voltando. Então nunca se sabe. Mas, por enquanto, isso é tudo.

A nova temporada estreia dia 21 de maio, nos Estados Unidos, no canal Showtime.

O elenco

Na conferência de imprensa da Associação de Críticos de TV de 2017, os atores foram só elogios para Lynch. Kyle MacLachlan relembrou seu encontro com Lynch no set de “Duna”, mais de vinte anos atrás, quando era um ator iniciante. Ele disse que não sabia nada sobre atuação, mas que os dois trocaram algumas palavras e isso o fez ver as coisas de um jeito diferente. Agora que os dois se conhecem melhor, às vezes, ficam em silêncio depois de gravarem uma cena, processando o que aconteceu e, mesmo sem dizerem uma palavra, sabem o que precisa ser feito para melhorar o trabalho.

Publicidade

“Tem mais a ver com sensibilidade do que com qualquer outra coisa", diz MacLachlan. "Não sei explicar e não tenho esse tipo de relação com nenhum outro diretor com quem já trabalhei. Acho que é algo especial, e fico feliz por poder ter esse tipo de relação entre ator e diretor novamente".

Kyle MacLachlan comemorou no Twitter o retorno da série:

“Ter a oportunidade de trabalhar com David todos os dias é incrível e divertido”, disse Laura Dern. “Um suspiro ou um encolher de ombros é a forma dele de dirigir", acrescentou. "Eu não sabia disso da primeira vez que trabalhamos juntos, mas depois de criarmos uma ligação durante ‘Twin Peaks', passei a achar a experiência muito mais interessante”, finaliza. #Entretenimento #Televisão #Seriados