Kadu Moliterno fala do orgulho que sente do filho Kenui de 19 anos. O jovem vive em Los Angeles com a mãe e há bem pouco tempo virou notícia por causa de seu canal no YouTube, "Gay Code". Como militante gay ele defende a causa e fala sobre sexualidade.O pai conta que sente o maior orgulho do filho, porque seu posicionamento no Canal vem ajudando muita gente e ele acha o maior barato.Sobre preconceito Kadu comenta que nos Estados Unidos a mentalidade das pessoas é outra, muito diferente do Brasil. Lá ele se sente mais tranquilo a respeito da opção sexual de Kenui, mesmo sabendo que o preconceito existe e a preocupação também.

Declarado homossexual, o filho do ator comanda um canal no YouTube ao lado da amiga Destini Medina, que é lésbica.

Publicidade
Publicidade

Com cerca de 26 mil inscritos e uma média de 900 mil visualizações nos seu vídeos no idioma inglês, o Gay Code procura orientar como assumir sua opção sexual, direitos LGBT e casamentos entre pessoas do mesmo sexo. O rapaz conta que adora ouvir as histórias das pessoas e tentar ajudá-las.

Além de Kenui, o ator tem outros dois #Filhos, Lanai de 22 anos e Kawai de 23 anos, que, segundo ele, também são seu orgulho.

Em conversa com o "EGO", outro dia, Keinui Moliterno confessou como foi a reação do pai quando falou que era homossexual, seu pai achou legal e perguntou se o rapaz trabalhava. Keinui ficou tão chocado com a simplicidade da pergunta que começou a chorar. Daí Kadu falou que o importante era sua felicidade e não sua opção sexual. "Isso é irrelevante", ele disse.

Recentemente o ex-global de 64 anos trocou alianças com a namorada Cristianne Rodriguez, de 39 anos, numa cerimônia pra lá de romântica, Kadu diz estar muito apaixonado.

Publicidade

Atualmente o ator pode ser visto na novela bíblica da #Record "A Terra Prometida", como o vilão Acã, segundo ele o mais importante que já viveu em sua carreira. São 46 anos atuando, confessa Kadu, que começou em 1970, e um dos papeis que marcaram sua carreira foi o de surfista em uma novela da Globo, mas garante que nada se compara ao vilão Acã. #Homofobia