#Felipe Titto, que brincou ontem que querendo ou não os médicos dariam sua alta para voltar para casa, teve uma evolução positiva hoje e já foi encaminhado para o quarto. No último domingo, 22, o ator foi internado às pressas sentindo fortes dores no peito. Como havíamos noticiado, ele ainda demorou quatro horas para pedir ajuda.

Felipe fez um Snapchat para tranquilizar os fãs, no domingo mesmo. Postou também um vídeo em seu Facebook (assista ao fim da matéria) com a mesma finalidade.

Já no quarto o ator e apresentador mandou outro recado, dizendo que está em "uma suíte" maior que sua casa. Deixou para os fãs ainda uma reflexão, afirmando que "o susto faz a gente refletir e repensar outras coisas".

Publicidade
Publicidade

Após vários exames feitos no hospital São Luiz, no Morumbi, em São Paulo - para onde o ator foi encaminhado no domingo -, contatou-se que o quadro não chegou a ser um #Infarto. Os exames detectaram uma inflamação no músculo cardíaco (miocário) e o quadro requer cuidados e medicação. A informação foi obtida pelo site UOL junto à assessoria de imprensa de Titto.

Titto ainda revelou que existe uma suspeita de estar com dengue e esse pode ter sido o motivador da inflamação. Revelou também que pode ser um estresse, mas os médicos, apesar de analisarem ambas hipóteses, apostam mais na primeira.

O ator aparece no vídeo tranquilo e esperançoso, dando a entender que realmente está sem dor e com quadro estável. Finaliza brincando com "aqueles que não gostam dele" dizendo: "podem chorar que estou vivão".

Publicidade

Apuramos junto aos sites EGO e UOL que ontem, domingo, 22, o ator e apresentador sentiu, por volta das 4 horas, uma forte dor no peito, mas acreditou que passaria. Entretanto, às 8 horas, a dor ficou "insuportável" e houve formigamento nos membros esquerdos, principalmente no braço.

Junto com a mulher, Titto procurou o hospital no Morumbi e rapidamente foi identificado o infarto. Ele foi internado às pressas na UTI.

Agora, após os exames os médicos constatarem a inflamação do músculo cardíaco, negando o diagnóstico inicial de infarto, ainda pelo que apurou o UOL, os primeiros-socorros foram corretos, pois os sintomas são os mesmos e, na UTI, podem-se fazer todos os exames com segurança.

#Globo