Na sexta-feira, 30, a Rede Globo de Televisão exibiu um momento com a retrospectiva das notícias do ano. No horário em que costuma ser exibido o 'Globo Repórter', a emissora carioca mostrou os fatos mais marcantes do 2016, como o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a tragédia envolvendo o time da Chapecoense. Sobrou espaço também para falar sobre as celebridades. A Globo então disse que esse foi um ano de grandes separações de casais famosos, como Angelina Jolie e Brad Pitt, mas sabe-se lá porque, não quis citar o divórcio que mais repercutiu aqui no Brasil, o de #William Bonner e #Fátima Bernardes.

O casal, que já estava junto há vinte e seis anos, decidiu anunciar o fim do matrimônio no mês de agosto.

Publicidade
Publicidade

Quase cinco meses depois do fim oficial da relação, muito mistério ainda envolve o término do casal. O problema foi que a Globo citou os términos de casamentos célebres na Retrospectiva, mas fingiu que nada aconteceu com o casal de apresentadores da própria emissora. Será protecionismo, ou alguém na edição da Retrospectiva tem medo do que William e Fátima poderiam fazer, caso os nomes deles fossem citados? Até o momento, nenhum comunicador citou o desfecho do casal. No fim do ano, Bonner sequer esteve no 'Melhores do Ano', do 'Domingão do Faustão', onde concorria ao prêmio de melhor jornalista do ano.

Já Fátima, tem evitado, ao máximo, dar qualquer entrevista. Isso já era previsto. Isso porque quando houve o anúncio, Bernardes e William combinaram de não falar o que teria motivado o divórcio.

Publicidade

Isso dá margem à muitas especulações e também à tensão dos fãs. Prova disso foi que muitos ficaram revoltados com o fato da retrospectiva ter "esquecido" esse detalhe fundamental no ano. "Gente, que absurdo. A Globo tá fingindo que o Bonner e a Fátima ainda estão juntos", disse um internauta bem revoltado.

Na sua opinião, o que pode ter feito a emissora fingir que esse divórcio não existiu? Deixe o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar o diálogo.