Desde o final do ano passado, a Rede #Globo não tem mais autorização para exibir jogos amistosos da Seleção Brasileira de #Futebol. Esse acordo, que é negociado diretamente entre a emissora carioca e a CBF terminou e ainda não foi renovado. Nesta quarta-feira, a Globo exibirá a partida contra a Colômbia, mas trata-se de uma exceção, pois todas as emissoras do país, abertas e fechadas, receberam o convite da CBF para a transmissão da partida com custo zero. Oficialmente, trata-se de uma "boa ação" da entidade, mas a verdadeira intenção é oferecer uma "degustação" para que mais emissoras se interessem em comprar as exibições dos amistoso e assim pressionar a Globo para um novo contrato, e desta vez mais caro.

Publicidade
Publicidade

Atualmente, o canal da família Marinho paga 6 milhões de reais por amistoso para a CBF (eliminatórias e competições oficiais são negociadas diretamente com a FIFA). Através de nota oficial, a Rede Globo informa que já está negociando a renovação do acordo com a CBF. Além da verba destinada aos familiares dos jogadores mortos na tragédia da Chapecoense, outra peculiaridade desse "jogo da amizade" é a geração das imagens, que serão feitas por uma empresa contratada pela CBF, o que significa que, fora placares e outros elementos gráficos, todas as emissoras levarão ao ar a mesma imagem

Em "amistoso normais", essa geração é feita pela própria Rede Globo ou por produtoras contratadas e que atendam ao "padrão Globo de qualidade". Para conseguir levar uma transmissão de qualidade esta noite, a CBF pagará cerca de 100 mil reais para a tal empresa, que é considerada uma das maiores do país neste seguimento.

Publicidade

Ao que tudo indica, a Globo ainda terá um bom tempo para decidir se vale a pena ou não renovar o acordo com a CBF, já que o próximo amistoso da Seleção Brasileira só acontecerá em junho na Austrália. Vale ressaltar que a Rede Globo já tem assegurado os direitos de transmitir as copas de 2018, na Rússia e de 2002, no Catar. Segundo o jornalista Flávio Ricco, muito provavelmente a Bandeirantes abrirá mão de transmitir a próxima Copa, por dificuldades financeiras.