#Paris Jackson, a filha de #Michael Jackson, completou 18 anos e falou publicamente, pela primeira vez, sobre a morte do seu pai. Em declarações para a revista Rolling Stone, a beldade contou que não tem dúvidas que seu pai foi assassinado. "Havia muita gente que o queria morto", contou Paris. A garota se referiu ainda a Justin Bieber, por quem teme que possa estar passando pelo mesmo que seu pai passou, por culpa dos mesmos agentes.

Michael Jackson poderia ter sido um dos artistas com mais fãs por todo o mundo, que o foi. Porém, a filha acredita que muita gente não gostava dele e que queriam a sua morte. Tudo teria começado durante a preparação para a sua turnê, que passaria por alguns shows na O2 de Londres, Inglaterra.

Publicidade
Publicidade

MJ estaria se preparando, mas a filha, na época com apenas onze anos, teria percebido que ele estava exausto.

Paris pediu para o pai para dormirem um sono, mas ele se recusou, pressionado que estava pela AEG Live, que estava organizando todo esse regresso do artista aos palcos. "Ele estava deixando pistas sobre as pessoas que queriam pegá-lo. E em algum momento ele estava como se pensasse 'eles vão me matar um dia' ", revelou Paris.

Porém, a jovem acredita que um dia vai conseguir fazer justiça para o seu pai. Mas por agora, ela está fazendo as coisas com calma: "Isto é um jogo de xadrez. E eu estou tentando jogar do jeito certo. E isso é tudo o que posso dizer agora". Paris antecipa já que podem considerá-la louca e que tudo isso não passa de uma teoria da conspiração. Apesar da polêmica que suas declarações acabarão provocando, Paris sabe que vai sempre contar com o apoio da família e dos amigos.

Publicidade

"Os fãs de verdade e a família sabem que foi tudo uma emboscada", revelou a garota.

Michael Jackson estava sempre exausto e também por isso a jovem culpa o médico, Dr. Conrad Murray, que acabou sendo culpado. Porém, ela acredita que ele não foi o único culpado e que haviam mais interessados em que o pai morresse.

Justin Bieber em perigo?

Sobre o cansaço do pai e os medicamentos que davam para ele, ela aproveitou para comparar com Justin Bieber, que também está trabalhando com a AEG Live. Paris admitiu que foi ver um show do artista canadense e que ficou "assustada" depois de vê-lo em turnê. Ela acrescentou: "Ele estava cansado, passando pelos movimentos. Olhei para o meu bilhete, vi AEG Live e pensei em como meu pai estava exausto o tempo todo, mas não conseguia dormir".

De recordar que Michael Jackson morreu de intoxicação aguda de propofol e benzodiazepina em sua casa na Califórnia. Pouco antes de sua morte, ele foi administrado com propofol e dois anti-ansiedade benzodiazepinas, lorazepam e midazolam. #Música