O repórter Luiz Antônio Barbará foi demitido pela TV Record do Rio Grande do Sul depois de ter ficado dois meses afastado por decisão médica. A #Demissão por justa causa é ilegal porque o jornalista não teve alta médica e tem perícia marcada. Barbará escreveu uma carta de repúdio à emissora. O Blog do Previdi, do jornalista José Luiz Previdi, divulgou o desabafo na íntegra, na última sexta-feira (13). “Desculpem o desabafo. Mais uma vez. Mas é que tá doendo demais. Muito. Não é rebeldia. Não é recalque. Não é ódio. É dor. Muita dor”. É assim que Barbará inicia a carta.

No documento o repórter fala sobre o início da carreira, quando saiu de Uruguaiana com 17 anos em busca do sonho de ser jornalista. Ele fala ainda sobre como chegou à Record e narra parte de sua trajetória na emissora.

Publicidade
Publicidade

Em determinado momento Barbará diz que o gestor da Record, sem citar nome, comete crime, e o chama de covarde. “Eu não posso mais ficar calado e respeitoso diante dessa gente para quem eu arrisquei a vida e que virou as costas pra mim”, afirma.

Afastamento

Em novembro do ano passado Luiz Antônio Barbará e sua equipe de reportagem da Record do Rio Grande do Sul estavam investigando o caso dos presos condenados em regime semiaberto que, ao invés de trabalhar durante o dia, estavam curtindo a vida. Em uma fábrica, o repórter e toda a equipe acabaram presos dentro do estabelecimento pelo dono do local, que passou a fazer ameaças a todos os funcionários da Record. Depois de mais de uma hora presos em cárcere privado eles foram liberados pela polícia do Rio Grande do Sul, a Brigada Militar. A Record se negou a dar assistência aos funcionários.

Publicidade

O repórter acionou a justiça para requerer legalmente tudo o que for seu de direito. Se todas as afirmações de Barbará forem verdadeiras, o processo será ganho.

O perfil do jornalista no Facebook foi excluído e o Twitter está sem uso desde 2011.

Outro lado

A Record Rio Grande do Sul não se manifestou sobre o ocorrido. A reportagem do Blasting News tentou entrar em contato com a emissora, mas não obteve retorno até o momento em que esta publicação foi ao ar. #Record TV #Luiz Antônio Babará