Não há dúvidas que o jornalismo é um importante meio de informação da mídia nacional. Atualmente, programas jornalísticos são líderes em audiência ao falar sobre os principais acontecimentos do Brasil e do mundo. Porém, em algumas matérias opinativas, alguns jornalistas chocam os telespectadores ao expressar uma opinião pessoal algum fato.

Foi o que acorreu com o jornalista Paulo Henrique Amorim. Atualmente trabalhando na rede Record, o apresentador chocou os fãs ao postar nas redes sociais vídeo opinando sobre a chacina que provocou 12 mortes na cidade de Campinas (SP). O jornalista acusou a Rede #Globo de ser uma das responsáveis pela matança e disse que o atirador era mais uma vítima da sociedade que vivemos.

Publicidade
Publicidade

O polêmico jornalista Paulo Henrique Amorim, novamente, ganhou fama na internet. Indignado com a chacina que vitimou várias pessoas em Campinas, ele decidiu gravar um vídeo falando sua opinião. Porém, ele expressou uma posição inesperada sobre o caso. Ele responsabilizou a Rede Globo de Televisão e também a operação Lava Jato pelo massacre.

Antes mesmo de iniciar a leitura da carta deixada pelo atirador, o jornalista afirmou: “A Globo e a Lava Jato são os terroristas de Campinas”. Em seguida ele fez uma comparação do texto com a Rede Globo e a operação Lava Jato. Ele disse que a carta contem traços do discurso da Globo e dos heróis da operação, que , segundo ele, são responsáveis por propagar o ódio. “O ódio à política, o ódio à Dilma, o ódio às mulheres, o ódio à Lei Maria da Penha, o ódio ao Lewandowski (Ministro do STF), que não julga de acordo com o ódio” detalhou o jornalista.

Publicidade

Ainda não satisfeito com as acusações contra a emissora e a operação responsável por prender políticos corruptos, o jornalista chocou os internautas ao minimizar o acontecimento e defender o atirador. Ele disse que o atirador não pode ser chamado de louco. Segundo o jornalista, ele era um produto da época, um produto da sociedade que vivemos. O âncora da Record, no final do vídeo, reafirma sua acusações e diz que “a Globo e a Lava Jato são os nossos terroristas do fim do ano”.

Assista ao vídeo:

#Morte