A Youtuber Kéfera, dona de um canal no Youtube com mais de 10 milhões de seguidores, chamado "5inco Minutos", conta várias histórias que aconteceram em sua vida em seus vídeos, sempre usando do humor. Ela se tornou uma das youtubers mais influentes do Brasil.

Kéfera nasceu e cresceu na cidade de Curitiba, capital paranaense. O primeiro vídeo gravado foi em 2010, meses após a Copa do Mundo. Eram cinco da manhã quando alguém passou na rua soprando uma vuvuzela. A gravação detonando o instrumento foi postado no Youtube e em pouco tempo teve milhares de visualizações. Em agosto de 2014, mudou-se para São Paulo, para apresentar o programa “Coletivation”, na MTV.

Publicidade
Publicidade

O programa durou apenas um mês, mas Kéfera permaneceu na cidade.

Kéfera adora uma polêmica, disso todo mundo que a segue já sabe, mas dessa vez passou dos limites ao gravar um vídeo, que causou muita revolta nas redes sociais, em que faz zombarias a respeito de Deus, usando palavras de baixo calão, a youtuber chega a dizer que o Criador estaria se masturbando, em seguida simula que caiu um raio enviado por Deus para repreende-la por conta de suas palavras, no decorrer do vídeo, usando de ironia, faz um pedido de perdão pelo que havia dito e segue a gravação dizendo vários palavrões se referindo a Deus.

O vídeo gerou uma polêmica enorme nas redes sociais e muitas pessoas, incluindo seus seguidores, se mostraram chocados com a falta de respeito. Uma das seguidoras do canal, postou abaixo da publicação do vídeo o seguinte texto: "essa está desesperada, que foi meu bem? o que aconteceu? só tenho um conselho: Deus não é o culpado, então não zombe dele assim ele merece respeito!"

Kéfera também recebeu diversas críticas de internautas após ter comentado em sua página do Twitter a frase: "Dia triste pras inimigas: fui pra Paris e não morri", lembrando que foi na mesma semana que ocorreram os atentados terroristas em Paris.

Publicidade

Kéfera explicou posteriormente, que a frase era somente para aqueles que lhe desejaram a morte em Paris, e nada referente as vítimas da tragédia.

Veja o Vídeo polêmico abaixo e tire as suas conclusões:

#Famosos