Babado e confusão poderia ser também o sobrenome de Mara Maravilha que adora criar uma polêmica e o pior se mostra cada vez mais sem educação e sem noção.

Na tarde desta terça-feira (24), durante a exibição do programa do #SBT "#Fofocalizando", Mara mais uma vez passou dos limites e deixou constrangidos inclusive os colegas de trabalho.

De acordo com o portal de notícias online sobre famosos, TV Foco, Mara Maravilha perdeu a linha mais uma vez, discutiu com os colegas, chamou a cantora carioca de funk #Anitta de "corrimão" e mandou Leão Lobo adotar um bandido. Saiba mais aqui.

Anitta faz papel de corrimão, afirma Mara Maravilha

Se o dono do Baú da Felicidade, o apresentador Silvio Santos queria um programa repleto de barracos e gafes ele está indo no caminho certo.

Publicidade
Publicidade

O programa Fofocalizando que estreou na tarde desta segunda-feira (23), veio para causar e criar muita confusão.

Os apresentadores do programa especializado em fofoca são, Mara Maravilha, Leão Lobo, Mama Bruschetta e Décio Piccinini, que vivem trocando farpas entre si.

Na tarde desta terça-feira, Mara Maravilha mais uma vez extrapolou e além de se mostrar extremamente arrogante e mal educada, também afirmou que a funkeira Anitta não passa de um "corrimão". Este termo é bastante pejorativo e no popular quer dizer que a mulher serve apenas para passar de mão em mão, ou seja, Mara Maravilha acredita que Anitta é uma mulher fútil, fácil e que qualquer um pode "pegar".

Além deste comentário machista, ela também foi bastante grosseira com Leão Lobo, com quem ela bateu boca dizendo que ele não a deixa falar e que ele interrompe a todos o tempo todo.

Publicidade

Depois a apresentadora ainda deu a entender que as rebeliões e massacres nos presídios são aceitáveis. Mara ironicamente disse “agora vamos fazer spa de cinco estrelas para bandidos", neste momento ela foi interrompida por Déico Piccinini que a impediu de continuar falando tanta besteira.

Irritada Mara Maravilha simplesmente se levantou e deixou a bancada do programa que é transmitido ao vivo, demonstrando total desrespeito com seu público e com os colegas de trabalho.