O ano de 2016 foi marcado pela perda trágica de vidas preciosas nos mais diferentes segmentos, como no meio artístico; tanto é assim, que muitas pessoas queriam logo que o ano de 2017 chegasse, para que as tristezas das mortes pudessem ser esquecidas. No entanto, não é bem isso o que tem acontecido, uma vez que morreu durante a madrugada de 9 de janeiro, aos 96 anos de idade, Telmo Avelar, que atuou há algumas décadas como ator na #Rede Globo de #Televisão e trabalhou também como dublador, dando voz e vida aos personagens que se transformaram em verdadeiros ícones de gerações amantes de desenhos animados, que são o Pateta e o Ludovico Von Pato da #Walt Disney Produções.

Publicidade
Publicidade

A perda em questão entristece não só as crianças, as quais provavelmente não tenham ainda a noção real da notícia ruim, mas atinge, principalmente, os adultos fãs e que acompanhavam religiosamente as trapalhadas dessas figurinhas animadas. Foram os responsáveis pela casa do Retiro dos Artistas no bairro de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, que confirmaram ao site EGO a morte de Avelar, morador do Retiro há três anos.

A representante da Casa dos Artistas, conhecida por Cida, deu detalhes adicionais acerca do falecimento e falou que o ator se encontrava internado desde o dia 6 de janeiro no Hospital Municipal Lourenço Jorge, localizado no bairro próximo da Barra da Tijuca, para poder tratar das conseqüências devastadoras de um câncer que ele teve. Enfim, as complicações físicas foram se generalizando, tais como: dores nos membros inferiores, problemas nos pulmões e desidratação.

Publicidade

Felizmente, como que para dar um alento ao doente, Telmo tinha uma filha que pode ficar com ele nos seus últimos dias de vida.

O personagem Pateta dos desenhos animados da milionária Disney, nas décadas de 70 e 80, ficou conhecido com sua voz cômica graças a Telmo de Avelar, seu dublador oficial. O mesmo acabou acontecendo quando o brasileiro dublou o ranzinza Ludovico Von Pato, também personagem da Walt Disney. Todavia Telmo não foi só um dublador, pois interpretou personagens de telenovelas que marcaram época na televisão, como o técnico de futebol Fausto Paiva em "Irmãos Coragem", no ano de 1970, e ainda como Sandoval, o delegado da marcante novela "Pai Herói", em 1979.

Sem dúvida alguma, Telmo deixará muitas saudades para muitas pessoas, como é o caso da também dubladora Mariangela Cantú, que disse a EGO, que o seu amigo era um homem extremamente doce, daí ser digno de receber muitas homenagens no que ela chamou de família dos dubladores.

Outro detalhe no mínimo curioso, foi revelado por mais uma dubladora e amiga de Avelar, Flávia Antonelle, que contou que o brasileiro teve a oportunidade de conhecer pessoalmente a Walt Disney e ainda, ocupou-se da tradução e adaptação de músicas de clássicos infanto-juvenis do cinema, a saber, “O Rei Leão” e “Aladdin”.

Publicidade

A última curiosidade sobre Telmo, é a de que foi ele quem criou o nome do personagem “Dino da Silva Sauro” do seriado “Família Dinossauros”, uma vez que na língua inglesa original, o nome da criatura pré-histórica é “Earl Sinclair", ou seja, nada a ver com os brasileiros. Descanse em paz Telmo Avelar!