Um pedaço da história da #Televisão brasileira se perdeu na manhã de sábado, 28 de janeiro, com o falecimento do cidadão de nome Antônio Pedro de Souza ou simplesmente “Russo” como ficou mais conhecido no meio artístico em geral. Antônio atuou como assistente de palco direto de inúmeras personalidades que passaram pela Rede Globo de Televisão. Russo que tinha 85 anos de idade, já se encontrava há sete dias hospitalizado no centro hospitalar Mário Lioni, situado no bairro de Duque de Caxias, região da Baixada Fluminense do Rio de Janeiro.

Russo foi acometido por uma embolia pulmonar precedida por uma pneumonia, acabando por ficar no CTI e faleceu na manhã de sábado, conforme informações veiculadas pela neta do mesmo, Bruna Bergamini.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com Bruna, o seu avô já se encontrava separado de Adriana Mello, sua ex-esposa, há 2 anos e como ele padecia com o Mal de Alzheimer, se viu obrigado a morar com a filha de nome Fernanda, pois precisava de socorro para atividades simples como se alimentar e se locomover. Russo por conta de sua doença neurológica não reconhecia determinadas pessoas, e somente se recordava de acontecimentos mais antigos de sua vida.

Está agendado para o domingo do dia 29 de janeiro, o sepultamento daquele que foi um dos assistentes de palco mais famosos da TV brasileira no cemitério de Xerém. Representantes do #Hospital de Clínicas Mário Lioni divulgaram uma nota médica oficial falando que a causa da morte ocorreu devido “a complicações de infecção pulmonar”.

Bruna, a neta de Russo, por sua vez, prestou uma homenagem cheia de amor, carinho e saudade para o seu avô ao postar uma foto de ambos juntos na rede social do Instagram, com a seguinte frase: “e é desse jeitinho que vamos guardar você no coração, com todo aquele carinho e amor que você nos dava é impossível sentir alguma coisa ruim com a sua perda, pois você não foi só pai, avô, tio, pra nós você foi um anjo, um anjinho lindo pra se guardar com muito carinho”.

Publicidade

Na realidade, a mensagem é bem longa e continua com a moça agradecendo a Deus pela vida repleta de anos que teve o seu avô, que agora é mais um anjo que se faz presente no céu, mas que enquanto esteve na terra contagiou a todos com a sua alegria esfuziante. A moça frisou ainda que em algum dia do futuro, muito provavelmente eles irão se ver novamente, de acordo com a fé que deposita em suas crenças pessoais.

A saúde de Russo vinha se deteriorando desde o ano de 2015, ocasião em que por causa de dois AVCs, foi hospitalizado por duas vezes. De qualquer modo, o grande público e fãs se lembrarão mais do “bom velinho” pela fama que ele conquistou ao trabalhar junto de Abelardo Barbosa, o Chacrinha ou Velho Guerreiro, em 1965. Todavia, Russo atuou ainda até os anos 90 no "Domingão do Faustão", "TV Xuxa" e também nos programas "Estrelas" e "Caldeirão do Huck". Descanse em paz Antônio Pedro de Souza, o querido e divertido Russo!

Morre Russo, ex-assistente de palco, aos 85

#Rede Globo