Todo o brasileiro, nem que seja por um momento, já sonhou um dia em ser notícia por ter feito algo bom ou grande. Neste sábado, 14, um simples catador de lixo conseguiu esse feito e mereceu até aplausos. A situação aconteceu, simplesmente, no principal telejornal da televisão brasileira, o 'Jornal Nacional', da Rede Globo de Televisão. Cobrindo a folga de William Bonner, o jornalista Chico Pinheiro rompeu novamente com o "padrão" e se rendeu com a última história do noticiário. Ele bateu palmas para o homem, que aos setenta e dois anos, era pai de sete filhos. Além de conseguir criar todos os filhos, o personagem, identificado como Sebastião Pereira Duque, ajudou também a erguer sua comunidade no saber.

Morador da cidade de Olinda, em Pernambuco, Sebastião há vinte e quatro anos puxa uma carroça todos os dias.

Publicidade
Publicidade

Ele não ganha muito, mas é um homem esforçado. Com o que tinha, ajudou a construir uma pequena escola na região. Nela, atualmente, setenta e cinco crianças, com idades entre dois e seis anos, começam a ser alfabetizados. Para por aí? Nem pensar! Sebastião ainda ajudou a construir barracos para necessitados. Mesmo não tendo grana, ele tinha força de vontade e com as próprias mãos levantou as moradias, que não tem luxo, mas guardam grandes histórias.

"Está aí, uma aula de sabedoria, de honestidade, para autoridades, políticos, para todos nós", disse o substituto de William Bonner. A colega de bancada de Chico Pinheiro, Giuliana Morrone, também prestou elogios ao retratado, dizendo que ele era o cara. Chico então simplesmente bateu palmas para o retratado, enquanto os créditos do principal telejornal do país subiam.

Publicidade

Essa não é a primeira vez que Pinheiro vira notícia no 'Jornal Nacional'. Na semana passada, entusiasmado, ele disse que graças a Deus acaba a primeira semana do ano. Ao sair do estúdio, o âncora chegou até a fazer o sinal de paz e amor. Dessa vez, o 'Jornal Nacional' terminou com ele sentado.

Veja abaixo o vídeo em que Chico Pinheiro aplaude um simples catador de lixo, no 'Jornal Nacional':

#Jornalismo #Famosos