Na madrugada desta terça-feira, 17, uma jornalista da Globo News, estava ao vivo, na cidade de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais, quando foi atacada durante a transmissão. A repórter - que ainda não teve o nome confirmado pela Globo - estava na cidade de Ribeirão das Neves, no estado de Minas Gerais, quando tudo aconteceu. Ela trazia informações do que parece ser mais uma rebelião no país. A jornalista estava em frente ao Presídio Antônio Dutra Ladeira e falava que os presos colocaram fogo nos colchões da unidade. Antes de ser atacada, a jornalista trazia a notícia de que as famílias começaram a fazer uma reivindicação.

É no momento que ela fala da reivindicação dos familiares dos presos.

Publicidade
Publicidade

É possível ouvir eles gritando no #Vídeo. Uma mulher com uma blusa azul então sai correndo e derruba a repórter. É possível ver outros dois homens na cena. Um deles é um policial militar, que afasta a agressora e tenta defender a jornalista, que apenas estava tentando realizar o seu trabalho. A situação aconteceu às 00h05, no horário de Brasília. Após a profissional da mídia ser derrubada, a Globo News não teve outra escolha, a não ser voltar com o estúdio. O âncora do momento disse apenas que a situação era "tensa", como o telespectador poderia ver. Ele disse que, mais tarde, traria informações sobre o que aconteceu com a repórter.

Até o fechamento dessa reportagem, no entanto, ainda não havia notícias do que aconteceu com a jornalista. Na sua opinião, o que pode ter gerado tal raiva? Deixe seu comentário.

Publicidade

A mulher que agride a contratada da Globo News seria uma parente de um dos presos que está na rebelião. Ela foi contida pelos policiais, mas não se sabe ainda se foi ou não presa. O nome dela também não foi identificado.

O caso ganhou grande repercussão graças ao Twitter. "A repórter quase foi assassinada ao vivo e o âncora disse que tiveram "um problema", disse um internauta.

Veja abaixo o vídeo que mostra a repórter sendo agredida, ao vivo, na Globo News, emissora a cabo vinculada ao Grupo Globo: