O #Pastor ou apóstolo, como é chamado o líder da #Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, sofreu uma tentativa de assassinato durante um culto celebrado por ele em um templo de sua igreja, localizada na região central de São Paulo, no bairro do Brás. A agressão ocorreu por volta das oito horas da manhã. Imagens de câmera da própria igreja captaram o momento em que o líder religioso foi agredido por golpes de faca nas costas e no pescoço. Valdemiro é muito conhecido no meio gospel, devido às suas pregações, onde geralmente faz uso de um chapéu. Ele possui, inclusive, programas de televisão de caráter evangélico e seus templos onde são realizados cultos, estão presentes em diversas regiões do País. Valdemiro Santigado foi agredido pelo ajudante geral Jonathan Gomes Higino, de vinte anos de idade.

Ataque premeditado

Higino prestou depoimento no oitavo distro policial da região do Brás, na capital paulista. O responsável pelo ataque afirmou que se sentiu "provocado" por Santiago durante a realização de um culto no mês de julho do ano passado. Segundo o criminoso, ele premeditou a ação ao aguardar uma benção do pastor em uma fila de fiéis, quando ao se aproximar, desferiu três golpes com uma face de 35 cm. Os golpes atingiram as costas e o pescoço do pastor, que foi socorrido por seguranças da igreja. Jonathan Gomes Higino foi preso em flagrante. O pastor passa bem no hospital, inclusive, gravou um vídeo para seus fiéis. As investigações da polícia revelam que Higino teria ouvido do pastor, "vamos crucificar ele", segundo relato do próprio agressor. O criminoso, então, teria adquirido a arma utilizada na tentativa de assassinato, há aproximadamente duas semanas, quando subtraiu a faca ,a partir de um quintal na cidade de Santana do Parnaíba, na Grande São Paulo. Higino tinha o objetivo de assassinar Valdemiro Santiago, segundo as investigações. O criminoso poderá responder por crime de tentativa de homicídio e agressão. Já o pastor não corre risco de vida, embora tenha levado cerca de 25 pontos no pescoço. #Violência