A CSB TV, uma TV americana, mostrou nessa semana, uma cena que supostamente foi gravada na capital do Peru, Lima. De acordo com as informações do canal, as imagens mostram um casal em "possessão demoníaca". O vídeo que mostra o suposto encontro do homem e da mulher com o coisa ruim também foi divulgado através da internet. De acordo com a família das vítimas, que teria gravado a sequência, nem eles sabiam o que fazer quando viram a dupla incorporando os espíritos que teriam vindo do inferno. Foram eles também que ajudaram os amantes a se estabelecerem e ficarem bem após todo o ocorrido.

Uma adolescente entrevista pela TVS, que teria apenas dezesseis anos, diz que ela mesma foi possuída.

Publicidade
Publicidade

Segundo ela, os dois estavam no quarto, quando um espírito do mal se adentrou no local. A jovem diz que o que teria entrado em seu corpo foi o espírito de uma bruxa. Os dois amantes do vídeo seriam menores de idade e acabaram precisando da ajuda de religiosos depois de tudo o que ocorreu. A sequência tem impressionado o mundo inteiro. A menina, após cair, começa a gritar e emite um som que não pode ser identificado. No entanto, o barulho que ela faz não é de humano, tampouco de um animal conhecido facilmente, como um cachorro ou gato.

A gravação aconteceu em uma Igreja Pentecostal do Monte Sinai, no distrito de Chao. Não é a primeira vez que esse vídeos como esse ganham a web. No entanto, esse em especial chamou a atenção dos internautas, devido a seu alto teor de realidade. "Nossa, é realmente assustador o que acontece com essas pessoas nas imagens", disse um dos internautas ao ver as cenas.

Publicidade

Veja abaixo o vídeo mostrado pela TV americana em que exibe um casal supostamente sendo possuído pelo demônio. Na sua opinião, é possível mesmo que o homem e a mulher das imagens estivessem incorporando o coisa ruim? Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar diálogo a respeito dos temas abordados e que são relevantes para a sociedade como um todo.

#Televisão #Crime